Matéria de Marketing Dive

McDonald’s, Pizza Hut e Trident estão entre as marcas que adotaram a estratégia para viralizar e conquistar fãs no TikTok.

Marketing Musical. Grandes empresas estão criando suas próprias músicas para viralizar no TikTok. Este foi o assunto abordado recentemente pelo marketingdive.com.

De acordo com o site especializado em marketing, empresas como o McDonald’s, Pizza Hut e Trident estão entre as que já estão adotando a estratégia de usar suas próprias músicas para conquistar os usuários que usam o TikTok, um público formado por pessoas mais jovens e que já não ligam tanto para as tradicionais propagadas veiculadas na TV.

Para a Annie Leal, chefe de conteúdo da empresa de mídia digital My Code, assim como os criadores podem alcançar rapidamente um grande público, com as marcas as oportunidades também se ampliam:

“A grande oportunidade para as marcas é se apoiar no que a plataforma já está oferecendo e fazendo com os criadores. Com o TikTok muito disso é baseado em música. Você tem músicas que dominam toda a plataforma em questão de dias”, explicou a executiva.

Oportunidades x desafios em apostar em um hit viral

De olho nessas oportunidades, o McDonald’s foi o primeiro a criar o hit viral “Static”, em parceria com o tiktoker TisaKorean, inspirado no refrigerante Sprite.  Em seguida, o Pizza Hut chamou Jon Moss, um criador com 6,9 milhões de seguidores na plataforma, para criar uma música tema para sua pizza. E a mais recente, o Trident e a estrela pop Chlöe Bailey lançaram uma música que usa o som de chiclete como parte da batida.

Mas nem tudo é garantia de sucesso. Afinal, o conceito de branding musical ainda é algo novo e não há receita de bolo. Só para se ter uma ideia, a parceria entre McDonald’s e Tisakorean rendeu de 6 milhões de visualizações, mas rendeu apenas 39 vídeos replicados por usuários no TikTok. Em contrapartida, a colaboração do Trident com Chloë Bailey gerou 3,4 milhões de visualizações e foi usada em mais de 100 vídeos. Como em todos os empreendimentos musicais, não há ciência para fazer um sucesso – com marca ou não.

A fim de tornar os investimentos neste formato mais certeiros, Leal explicou que o importante para é deixar que se mantenha a originalidade do influencer. Muitas vezes, as marcas ficam empolgadas com um projeto e impõem o que o criador deve fazer. O ideal é que as marcas definam suas expectativas em torno do conteúdo e letras com antecedência, e depois deixem os criadores dar vida à ideia, e esperar que os usuários recriem conteúdos usando o som que foi criado:

“O sucesso máximo seria criar algo que parecesse tão orgânico para a plataforma que os usuários comuns quisessem recriar esse vídeo ou usar o som para algo pessoal”, disse Leal.

Tags:

Leia na origem

©2022 MCT - Música, Copyright e Tecnologia.

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?