Após acordo com Samsung, Apple passa a concorrer com Netflix e Amazon Prime

Matéria de O Globo

Quem diria que as concorrentes Apple e Samsung estariam trabalhando juntas! A parceria garantirá que sua nova plataforma de conteúdo da Apple esteja nos televisores da Samsung.

Em breve, o iTunes da Apple estará em aparelhos de TV da Samsung. Segundo a notícia, publicada no portal do O Globo, esta será mais uma parceria das empresas que já trabalham juntas há algum tempo. Apesar de ser rival no mercado de tablets, smatphones e computadores, a Samsung também fornece alguns componentes para a maçã.

“Não se trata de uma competição da Apple com a Samsung no mercado de televisores, mas a união do conteúdo da Apple com o hardware da Samsung”, analisou Celso Fortes, diretor executivo da agência digital Novos Elementos. “O usuário às vezes imagina a disputa entre as duas no mercado de smartphones, mas a verdade é que as empresas precisam gerar lucro e buscam oferecer a melhor experiência para o consumidor”, explicou.

Com previsão abaixo do faturamento, a empresa fundada por Steve Jobs, parece está mudando sua abordagem com foco em hardware e está começando a trabalhar com terceiros:

“Em vez de criar softwares para tornar seu hardware mais atraente, como tem sido o status quo, a Apple agora está permitindo seus serviços de software em hardwares de competidores”, afirmou Gene Munster, da Loop Ventures, um dos principais analistas da companhia de Cupertino. “Outros exemplos recentes disso incluem o Apple Music na loja de aplicativos Google Play, anunciado em novembro de 2015, e o suporte do Amazon Echo ao Apple Music, de dezembro de 2018”.

De acordo com o Globo, haverá novas parcerias. Uma delas já está confirmada, como o suporte ao AirPlay em televisores da LG, permitindo a transmissão de vídeos, músicas e jogos de aparelhos Apple para a TV.

Jorge Banda, especialista em efeitos especiais e estudante de pós-graduação em Gestão de Entretenimento na ESPM, disse ao portal que a decisão da Apple de trabalhar com terceiros está relacionada ao streaming de vídeo: “A Apple se viu obrigada a abrir, todos os concorrentes já estão com aplicativos nativos nos televisores. O serviço da Apple precisava de um acessório extra para funcionar, enquanto os outros [Netflix, Amazon Prime] já estavam dentro das TVs […] Agora que abriu, ela deve explorar o lado on-demand em todos os televisores. Talvez com o sistema da Google seja mais difícil, mas podem liberar o Apple Music, por exemplo”.

 

Sabia que o MCT também está no Instagram? Siga-nos : @mct.mus.

Foto: Thomas Peter/Reuters

Leia na origem

Merlin Strikes Deals With Chinese Streaming Services, Bringing Independent Music to 500 Million Users

Matéria de Billboard

A Merlin realizou cinco parcerias com serviços de música digital para alcançar 90% de todos os usuários de música na China.

O destaque do dia é o setor de música independente Chinês. A Merlin, agência global de direitos digitais para o setor de selos independentes, anunciou que realizou parcerias na China com cinco serviços de música digital: NetEase Cloud Music, da Ali Music Group; Xiami; QQ Music; Kugou e Kuwo. Sendo que os três últimos serviços são operados pela Tencent.

De acordo com a Merlin, esses acordos criarão uma nova oportunidade para os serviços de músicas independentes que desejam entrar no mercado chinês. As parcerias alcançarão um público de 500 milhões de pessoas, o que representa 90% de todos os usuários de música digital naquele país.

Charles Caldas, CEO da Merlin, comunicou que os membros da agência se beneficiarão com esse conjunto de parcerias transformadoras que poderão acelerar o crescimento em um dos mercados mais empolgantes do mundo.

A agência também revelou que cada parceria é feita de forma estruturada com o propósito de promover para seus membros o crescimento futuro, através de relatórios e oportunidades de marketing.

Leia na origem

Netflix anuncia série em parceria com o Kondzilla

Matéria de EXAME

KondZilla lançará série de oito episódios na Netflix.

O KondZilla, é conhecido por ser o maior canal do YouTube brasileiro. Já contamos sua trajetória em posts anteriores. Nessa semana ele voltou com mais uma conquista, que pode mudar a vida de outros criadores de conteúdo na plataforma de streaming de vídeos.

A notícia é que o KondZilla lançará uma série na Netflix, chamada de “Sintonia”, que irá explorar “a interconexão da música, tráfico de drogas e religião em São Paulo”. A produção chegará ao catálogo apenas em 2019.

Com 32 mil curtidas, 8 mil compartilhamentos e 455 mil visualizações, a divulgação da notícia no Facebook da Netflix viralizou nas redes sociais.

No Twitter o público está dividido, uns aprovam e outros acreditam que a plataforma poderia direcionar esforços em outras produções. O que importa é perceber como a internet está possibilitando o surgimento de novos talentos.

Leia na origem

©2019 MCT - Música, Copyright e Tecnologia.

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?