VIACOM CBS IRÁ LANÇAR PRODUTOS COLECIONAVEIS DA MTV COM NFTS

Matéria de @meioemensagem

A ViacomCBS está lançando uma série de produtos de suas franquias como MTV, BET e Paramount Pictures em NFTs. A ideia é criar uma nova forma de experiência com os fãs de suas marcas

Em março foi a primeira vez em que falamos sobre os NFTs, e naquele período tudo era uma grande novidade. Desde então, este tipo de tecnologia tem ganhado cada vez mais popularidade e novas formas de uso. Agora chegou a vez das marcas criarem experiências com os fãs e lançarem produtos em NFT.

É o que a Viacom CBS começou a fazer. A empresa proprietária de marcas como MTV, Showtime, Paramount Pictures, BET, Nickelodeon e Comedy Central, está lançando uma plataforma em que os fãs poderão comprar, colecionar e trocar ativos colecionáveis em NFT de suas franquias.

Conforme o Meio&Mensagem, a plataforma será criada em parceria com a startup Recur e o objetivo será criar uma experiência social com os fãs das marcas.

Vale notar que além da ViacomCBs,  outras empresas como a CNN, Time, Playboy, e até o SBT no Brasil já estão comercializando produtos neste formato.

 

 

Foto Divulgação

Leia na origem

Novo canal de antigos donos da MTV Brasil quer conquistar jovens com muita cultura pop

Matéria de NaTelinha

Em breve será lançado o Loading, um novo canal de TV situado no antigo prédio e mesma rede de transmissão da MTV Brasil. Com sua própria plataforma de streaming, conteúdo será focado no jovem que ama cultura pop, k-pop, games, séries, animes e e-sports.

Nesta semana o portal ‘Na Telinha’ publicou uma notícia sobre a volta da MTV Brasil. Apesar do sentimento nostálgico que este anúncio nos trás, nada será como os bons velhos tempos!

Isto porque, na verdade será lançado um novo canal no mesmo espaço físico que era situada a MTV Brasil. Nomeado como ‘Loading’, o canal terá foco no público jovem, com muita cultura pop, k-pop, séries, games, animes e até e-sports.

“A proposta não é ser apenas mais um player de mídia, ou conteúdo, e sim criar um modelo disruptivo de comunicação, capaz de conectar jovens e marcas de maneira orgânica e profunda, com formatos experimentais e mais abertura para a inovação”, explicou Thiago Garcia, CEO da startup e Ex-Líder de Pesquisa da Globo.

Segundo o portal, o Loading pertence a um grupo de investimentos que administram empresas como Kalunga e Spiral. Sob gestão de José Roberto Garcia e Paulo Sérgio Garcia, o grupo adquiriu a estrutura física e rede de transmissão (32 UHF) da MTV Br há seis anos, e somente agora irão lançar o novo canal.

Para garantir o retorno de tanto investimento, o canal criará conteúdos para que os telespectadores interajam com as marcas.

Além de produções próprias, o Loading licenciou e comprou séries, animes, filmes, hits da TV coreana e conteúdos diversos.

Assim como a MTV, a emissora terá a quinta maior cobertura da TV aberta, estando presente também nas operadoras TV’s pagas. Além disso, o Loading terá sua própria plataforma de streaming ao vivo e conteúdo on demand, sem cobrança de assinatura.

 

Foto: Reprodução

Leia na origem

Tiago Iorc irá gravar o Acústico MTV

Matéria de @meioemensagem

Thiago Iorc foi o escolhido para marcar o retorno do Acústico MTV no Brasil.

A MTV anunciou que o cantor Tiago Iorc ganhará um Acústico. O cantor que havia anunciado uma pausa na carreira, deixou os fãs surpresos ao voltar com o novo álbum visual, “Reconstrução”.

De acordo com o Meio & Mensagem, o retorno do Acústico MTV foi viabilizado por uma parceria entre a Viacom, programadora da MTV, com a Universal Music, gravadora do cantor, e a F/Simas, do empresário Felipe Simas.

As gravações serão realizadas no fim deste mês com apresentação apenas para convidados, sem data ainda para o lançamento.

O Acústico MTV é inspirado na produção americana do canal, MTV Unplugged. Vários artistas passaram pelo palco do canal. O Acústico MTV mais famoso no Brasil rendeu 2 milhões de cópias físicas, com o Kid Abelha.

“O Acústico é um dos produtos mais emblemáticos da história da MTV e até hoje desperta desejo de artistas, marcas e também no público. Devemos voltar com esse projeto já no próximo ano, com cantores, cantoras e bandas bem atuais, que falem a língua do público jovem com quem a MTV se comunica”, afirmou Mauricio Kotait, gerente-geral de operações da Viacom no Brasil, para o Meio & Mensagem no ano passado.

 

Foto: Crédito: Divulgação/Rafael Trindade

 

Estamos no Instagram! Siga o nosso perfil @mct.mus.

Leia na origem

Após oito anos, MTV anuncia a retomada do projeto Acústico MTV no Brasil

Matéria de Notícias da TV

A MTV Brasil anunciou que trará o Acústico MTV de volta, após um hiato de oito anos. O projeto faz parte do reposicionamento da marca no país.

A MTV Brasil ainda existe! O canal tem buscado se reestruturar no país, mesmo com os realities shows e apenas 12 horas de conteúdo musical. Agora a aposta é retornar com o Acústico MTV.

Segundo o portal Notícias da TV, o Acústico MTV terá algumas novidades, com exibição de um formato parecido com um documentário mostrando o processo de criação, desenvolvimento e bastidores de cada artista.

O canal ainda está analisando os artistas que serão convidados, mas já confirmou que o critério será baseado na preferência de seu público: “Serão artistas com uma pegada totalmente jovem e que dialogam muito com nossa audiência, a cara da MTV”, disse Tiago Worcman, vice-presidente de Programação e Conteúdo da MTV Brasil e América Latina.

“O Acústico nunca deixou de ser um produto da MTV. Esse ano a gente já fez um no México e um na Argentina, e eu acho que no Brasil precisou esse momento da MTV de construção, ao longo de cinco anos, para o mercado entender que é interessante o Acústico, tanto para as gravadoras como para a audiência. Acredito que agora estamos prontos pra voltar com esse produto”, afirmou Worcman.

O vice-presidente da MTV ainda contou mais detalhes: “A ideia é a gente ter um artista, no máximo dois por ano, porque a gente entende que o Acústico é um momento especial na carreira do artista. Ele tem que estar de alguma maneira querendo e preparado para apresentar de uma maneira diferente da trajetória musical dele. Então, não é que a gente vai ter isso todo trimestre, porque a gente precisa encontrar o artista certo, na hora certa da carreira dele para fazer esse Acústico”.

“O Acústico MTV estreou no Brasil em 1990 e teve participações icônicas, que resultaram em grandes volumes de vendas de CDs, como Titãs (1,8 milhão, em 1997), Legião Urbana (900 mil cópias, gravado em 1992 e lançado em 1999), Lulu Santos (900 mil cópias, em 2000), Cássia Eller (900 mil cópias, em 2001) e o recordista Kid Abelha (2 milhões de cópias, em 2002)”, informou o Notícias da TV.

 

 

Foto: Reprodução/YOUTUBE

Leia na origem

“Não diga à gravadora”: Como os artistas estão reinventando o videoclipe!

Matéria de Financial Times

O site Financial Times trouxe um artigo sobre o tão comentado clipe “This Is America”, do Childish Gambino e como os videoclipes estão sendo reinventados para atrair o novo público.

No início de Maio, o polêmico videoclipe “This Is America”, do Childish Gambino deu o que falar. Foram mais de 180 milhões de visualizações no YouTube. Gambino conseguiu fazer um clipe que foi além da música e atingiu o novo público que assiste a vídeos no YouTube. O site do jornal Financial Times trouxe um artigo interessante sobre o novo jeito de fazer videoclipes.

Mike O’Keefe, vice-presidente de criação da Sony Music em Londres, que desde 1995 colabora com vários artistas na produção de clipes, explicou porque o clipe de Gambino conseguiu chamar tanta atenção. Para ele as pessoas querem algo que as emocione: “Com ‘This Is America’, a execução do vídeo é fantástica e uma intenção política; é algo que vai além da música”.

O’Keefe disse ao Financial Times que as tendências são vídeos na vertical (otimizado para visualização em smartphones), vídeos líricos além de um oficial. Muitas vezes é possível encontrar também um “making of”. “Os vídeos líricos, estão se tornando cada vez mais complexos”, afirmou. “Os fãs querem uma representação imediata da faixa, depois o vídeo oficial cria outro pico de excitação”.

David Knight, diretor editorial do UK MVA’s também comentou sobre as transformações nos videoclipes. “O YouTube, que tem 1,8 bilhão de usuários ativos por mês, revitalizou o cenário para todos os produtores de vídeo, qualquer que seja seu orçamento”.

Ele disse que antigamente a MTV ditava como tudo deveria ser, mas agora o YouTube não interfere: “Embora o YouTube seja extremamente poderoso, o poder criativo voltou para o artista. O YouTube não determina o que as pessoas devem fazer. Eu acho que houve um efeito benéfico para a criatividade”.

Knight também destacou o trabalho da cantora Taylor Swift e como ela influenciou o modo de ser fazer clipes atualmente. “Seu vídeo ‘Look What You Made me Do’ de 2017, dirigido por Joseph Kahn, atualmente possui mais de 900 mil visualizações no YouTube e é  repleto de referências a sua história, sinalizações e “easter eggs”. […] A abordagem em “This Is America” foi semelhante, porém em um território mais sério. “Vídeos também moldam interações do mundo real com o público, servindo para promover uma experiência comum”. O Financial Times listou outros 10 clipes que trouxeram novas tendências para o mercado e é possível conferir todos com comentários no artigo oficial.

Leia na origem

©2024 MCT - Música, Copyright e Tecnologia.

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?