Warner confirma que já faturou 400 milhões de dólares nas ações do Spotify.

Warner confirma que já arrecadou 400 milhões de dólares nas ações do Spotify.

A Warner Music confirmou que vendeu 75% das ações que conseguiu através de acordos de licenciamento com o Spotify.

Com o acordo de licenciamento outras grandes gravadoras conseguiram ações no Spotify. Agora que o serviço de streaming está na Bolsa de Valores de Nova York chegou a hora de tentar conseguir algum lucro com isso.

A Sony Music logo no primeiro dia de negociação vendeu algumas de suas ações e agora está só com a metade. No total foram cerca de US$750 milhões arrecadados. Enquanto isso, a Warner arrecadou cerca de US$400 milhões, vendendo quase três quartos de sua participação.

Essa corrida para vender ações não significa pessimismo por parte das gravadoras. Stephen Cooper, CEO da Warner, explicou que a gravadora está planejando no curto prazo e as vendas das ações não tem nada a ver com a visão do futuro do Spotify.

“Estamos otimistas em relação ao crescimento de assinaturas. Sabemos que ele acaba de começar a cumprir seu potencial em escala global. Esperamos que o Spotify continue a desempenhar um papel importante nesse crescimento”, disse ele.

Cooper também falou sobre o compromisso da Warner de dividir os lucros com os artistas.

Leia na origem

Estréia no mercado do Spotify gera bilhões para essas duas empresas

Matéria de The Motley Fool

Por que a Sony Music e a Tencent estão apostando muito no Spotify? Especialista fala sobre a relação entre as três empresas.

O especialista em tecnologia e bens de consumo Leo Sun, publicou um artigo para o site “The Motley Fool”, explicando  a relação dos investimentos no Spotify realizados pela Sony e Tencent durante sua estreia na Bolsa de Valores.

A Sony Music, a segunda maior gravadora do mundo, detinha uma participação de 5,7% no Spotify antes de sua estreia na bolsa de valores.  A gravadora vendeu cerca de um quinto dessa participação logo no primeiro dia de negociação por pelo menos US$260 milhões, restando ainda 4,8% – o equivalente a US$1,3 bilhão.

A participação da Sony no Spotify é parte de um acordo de licenciamento por direitos de música, realizado também com outras gravadoras. A gravadora ganhou uma participação acionária maior do que suas rivais.

Sun lembrou que 2017, a Sony Music teve um bom desempenho com aumento em suas receitas, chegando a representar 9% da receita da Sony. A popularidade do Spotify só complementa o crescimento de seus negócios.

Com relação à Tencent, o especialista relembrou que em dezembro de 2017, se uniu ao Spotify e ambas empresas assumiram participações minoritárias umas nas outras.

A Tencent combina as principais plataformas de streaming da China (QQ Music, KuGou e Kuwo) e a maior parte de sua receita vem de suas plataformas sociais (WeChat, QQ e Qzone) e seu portfólio de jogos para celular e PC.

A Tencent Music também possui acordos de licenciamento com grandes gravadoras, inclusive a Sony Music.

Para expandir seu negócio a Tencent investiu em várias empresas de diferentes mercados como varejistas de tijolo e argamassa, serviços de entrega de alimentos, empresas de inteligência artificial, editores de jogos, montadoras e redes sociais. Com esses investimentos, sua receita aumentou em 56%.

Segundo o especialista, o crescimento do Spotify não significará muito para a Tencent, mas em comparação com outros investimentos é possível ver que isso faz parte de um esforço para diversificar seu portfólio.

Estudar as apostas da Sony e da Tencent dá aos investidores uma compreensão mais profundada sobre indústria da música e da importância das plataformas de streaming, que estão substituindo a mídia física e os downloads digitais, se tornando o formato preferido pelos fãs de música.

Leia na origem

Spotify estreia na Bolsa de Valores com bom desempenho

Spotify estreou bem na Bolsa de Valores de Nova York, mas Daniel Ek quer focar em objetivos de longo prazo.

O Spotify estreou hoje (03/04) na Bolsa de Valores de Nova York. Seu desempenho foi considerado bom. Os papéis estão sendo comercializados no valor de 166 dólares e seu valor de mercado chegou a 30 bilhões de dólares.

Em 2015, analistas avaliavam a empresa em 8 bilhões de dólares, com a listagem pública esse valor mais do que triplicou em menos de três anos.

O fundador do Spotify, Daniel Ek, escreveu uma carta em seu blog alertando que o novo passo não muda em nada. O serviço continuará trabalhando com foco no longo prazo. “Às vezes conseguimos, às vezes tropeçamos”.

“Temos muito a fazer, estamos apenas no segundo turno e estou ainda mais animado com o futuro do Spotify”, completou Ek.

Leia na origem

Spotify confirma estrear na Bolsa de Valores em Abril.

Matéria de Billboard

Spotify estréia na Bolsa de Valores em Abril!

Na última quinta-feira (15) Daniel Ek, cofundador e presidente do Spotify, anunciou que finalmente o serviço de streaming de músicas será lançado na Bolsa de Valores de Nova York no dia três de abril.

A revelação da data que está sendo muito aguardada pela indústria da música foi apresentada em uma apresentação só para investidores. Será uma grande vitória para o Spotify, mas Ek fez questão de dizer que ninguém verá a empresa comemorando com festas e “tocando sinos”, pois o grupo está focado nos desempenhos a longo prazo.

Atualmente, o Spotify possui 71 milhões de assinantes pagantes e 159 milhões de usuários totais, o que gerou US$ 4,99 bilhões em receita e uma perda de US$ 461 milhões em 2017.

Leia na origem

UNIVERSAL: WE WILL SHARE SPOTIFY MONEY WITH ARTISTS WHEN WE SELL OUR STOCK IN STREAMING PLATFORM

A Universal Music confirmou que irá repassar aos seus artistas os lucros das vendas das ações do Spotify.

O site Music Business Worldwide divulgou que a Universal Music irá repassar aos seus artistas os lucros das vendas das ações do Spotify. Há dois anos, a Warner e a Sony Music já haviam confirmado o compromisso de repassar o dinheiro aos artistas, mas não houve nenhuma palavra da Universal sobre o assunto – até agora.

Fontes próximas à gravadora disseram que estavam impedidos de fazer qualquer declaração até que o Spotify confirmasse oficialmente sua entrada na bolsa de valores de Nova York. Fato que ocorreu na quarta-feira passada (28 de fevereiro).

Com o registro do serviço de streaming na bolsa de valores, várias informações importantes sobre a indústria musical foram reveladas, como por exemplo, o dado de que a Sony Music atualmente possui uma participação de mais de 5%. Uma grande surpresa, pois muitos não esperavam que a Sony poderia ter uma parcela maior de ações do que a Universal.

Leia na origem

The curator of Spotify’s RapCaviar playlist is leaving the company

Matéria de The Verge

Spotify se registra na Bolsa de Valores, mas perde Tuma Basa, responsável pela segunda playlist mais ouvida no mundo, a “RapCaviar”.

O Spotify é o assunto da semana no mundo da música. A solicitação de seu registro na Bolsa de Valores, que foi realizada na quarta-feira (28/02), está levantando rumores e gerando muitas expectativas. No entanto, o serviço de streaming perdeu um importante membro de sua equipe.

Tuma Basa, chefe responsável pela curadoria de músicas de Hip Hop, anunciou que não faz mais parte do Spotify. Basa gerenciava a segunda maior playlist do Spotify, a “RapCaviar”.

A notícia de sua partida chegou um dia após o Spotify se registrar na Bolsa de Valores de Nova york e revelar a dificuldade de se tornar uma empresa lucrativa, mesmo com o crescimento do número de assinantes.

A saída de Basa deixa dúvidas com relação da sustentabilidade financeira do serviço de streaming. Até o momento nenhuma das partes se pronunciou sobre o assunto.

Leia na origem

Spotify Officially Files for Its ‘IPO’ — And Exposes $1.5 Billion In Annual Losses In the Process

Matéria de Digital Music News

Agora é oficial! O Spotify entrou com um registro na Bolsa de Valores de Nova York e informações sobre suas perdas foram expostas!

O Spotify entrou com um pedido para se registrar na Bolsa de valores de Nova York e para isso emitiu um documento que foi enviado para a Comissão de Segurança e Câmbio dos Estados Unidos. Nesse documento há informações valiosas sobre o serviço de streaming e também sobre o mercado em que atua.

Mesmo com perdas de $ 1,5 bilhão em 2017, especialistas estão afirmando que a empresa chegará a ser avaliada em US $ 23 bilhões, caso seu pedido seja autorizado. O Spotify pretende levantar US$ 1 bilhão com a iniciativa.

Outra informação valiosa é que atualmente há 71 milhões de assinantes e mais de 150 milhões de usuários ativos.

Com certeza a entrada do Spotify na bolsa de valores será um marco para a indústria musical, vamos ficar atentos para os próximos passos do serviço de streaming.

Leia na origem

Universal Music Will Be Spun Off With An IPO “At The Right Moment,” says Vivendi CEO

Matéria de hypebot

Vincent Bolloré, CEO da Vivendi afirmou que há interesse de lançar a Universal Music como capital aberto.

Após meses de especulações, Bolloré confirmou que a Vivendi deseja lançar um IPO da Univesal Music. Para ele é algo “inevitável”.

Ele disse que o valor da maior gravadora do mundo aumenta a cada dia e um IPO seria interessante. Mas a questão-chave é saber quando é o melhor momento para realizar o processo.  Atualmente a Universal Music está avaliada em US $ 22 bilhões.

Leia na origem

Spotify pode abrir capital dentro de 1 ano, diz fonte

Matéria de G1

Martin Lorentzon, co-fundador do Spotify disse em entrevista que que não há planos para a abertura de capital e nem listagem de ações. Entretanto, fonte diz que a operação pode ocorrer dentro de 12 meses.

Novas notícias sobre o IPO do Spotify. Em entrevista para uma rádio sueca, seu co-fundador, Martin Lorentzon, disse que não há planos para a abertura de capital e nem listagem de ações. Ele afirmou à rádio sueca Ekot que a companhia “não chegou a lugar algum e que não havia nada planejado em relação a isso”.

Em um comunicado, o serviço de streaming publicou: “Martin é nosso co-fundador e membro do conselho, mas não é um porta-voz para companhia. O Spotify não confirmou qualquer plano definitivo para abrir capital. Continua sendo uma opção para nós”.

Além disso, uma fonte familiarizada com o assunto disse à Reuters que parece que a operação “ocorreria dentro de 12 meses”.

Leia na origem

Spotify hopes going public will cement streaming as music’s future

Matéria de the Guardian

A entrada do Spotify em Wall Street significará uma grande vitória para os serviços de streaming. The Gardian avalia os desafios e perspectivas para que este grande passo aconteça.

Atualmente avaliado em US $ 8,5 bilhões, uma estreia bem-sucedida no Wall Street será a coroação para o streaming como o futuro da indústria da música.

Ek está se preparando. Quatro novos membros foram adicionados à equipe, incluindo o ex-diretor operacional da Walt Disney, Tom Staggs; Shishir Mehrotra, ex-chefe de produto do YouTube; Padmasree Warrior, que chefia a unidade dos EUA da empresa chinesa de automóveis elétricos NextEV; e Cristina Stenbeck, da empresa de investimentos sueca Kinnevik.

A nomeação de Staggs, um veterano de 26 anos da Disney, foi interpretada como um sinal para a entrada do streaming no mercado de streaming de vídeo. A empresa já havia adicionado o diretor de conteúdo da Netflix, Ted Sarandos, à diretoria.

A empresa está considerando uma listagem direta na Bolsa de Valores de Nova York, uma tática incomum, mas pode ajudar a atrair outras empresas do segmento. Conheça os outros desafios e perspectivas sobre a entrada do Spotify na Bolsa de valores. Nesta avaliação realizada pelo The Guardian.

Leia na origem

©2018 MCT - Música, Copyright e Tecnologia.

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?