Após aprovação da fusão entre Fox e Disney, Disney Plus deve chegar antes do previsto

A fusão entre Fox e Disney finalmente foi aprovada pelo Cade – Conselho Administrativo de Defesa Econômica. Decisão deve acelerar vinda do Disney Plus no Brasil, agitando o mercado de streaming de vídeo.

Com fusão entre Fox e Disney aprovada no Brasil, chegada do DisneyPlus deve chegar antes do esperado.

Apesar da Disney ter comprado a Fox há quase 3 anos, a fusão entre as empresas só foi aprovada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) no início deste mês (6). O fato da Disney já ser proprietária da ESPN no país e passar a ser dona também da Fox Sports, gerava um conflito, uma vez que criaria um monopólio.

Desde então o Cade determinou um prazo para que a Fox fosse vendida à outra empresa, o que não ocorreu. Portanto, o órgão decidiu manter o canal esportivo pertencente à Disney até janeiro de 2022 (Via Cinema com Rapadura).

A decisão irá impactar no processo de vinda do Disney Plus ao Brasil, que já estava previsto para chegar ainda neste ano.

O Disney Plus já possui é um terço do público da Netflix, cerca de 50 milhões de assinantes em todos os territórios em que já está disponível, sendo uma grande concorrente na guerra dos streamings.

 

#DicaMCT: Nesta quinta-feira (14/05) às 19h, participaremos da live no @musicaemredeoficial. Vamos falar sobre um tema bem comentando por aqui: os ‘Impactos e perspectivas do mercado da música em 2020’. Fique ligado em nosso INSTAGRAM!

Leia na origem

Disney vende canais de esporte nos EUA por US$ 10 bilhões

Matéria de @meioemensagem

Para concluir aquisição da 20th Century Fox, a Disney vendeu seus canais esportivos regionais.

A Disney vendeu seus canais regionais de esporte para que sua aquisição da 20th Century Fox seja concluída.

De acordo com o Meio & Mensagem, a notícia publicada pelo Wall Street Journal informou que 21 dos 22 canais do gênero foram adquiridos pela Sinclair Broadcast Group por US$10 bilhões. O canal restante foi adquirido por US$ 3,5 bilhões pelo Yes Network, um conglomerado formado pelos Yankees, Amazon e a Sinclair.

Após assinar um acordo de US$71,3 bilhões para comprar a Fox em março deste ano, as entidades reguladoras antitruste determinaram a venda dos canais esportivos da Disney, como uma forma de controlar práticas anticompetitivas, como o monopólio de audiência esportiva.

 

Foto: Divulgação

Leia na origem

©2021 MCT - Música, Copyright e Tecnologia.

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?