Apple is leaning away from a music strategy that’s disliked by labels and Kanye West

Matéria de Business Insider

A estratégia da Apple em lançar álbuns de artistas para ter conteúdo exclusivo está sendo alvo de grande discussão. Enquanto nos serviços de streaming de vídeo como a Netflix, a exclusividade de conteúdo é a chave para conquistar fãs, no mercado da música, a prática não é bem vista.

A estratégia de pagar artistas para ter álbuns por um tempo com exclusividade nos serviços de streaming de música tem sido “calorosamente” debatida no último ano. O texto reflete sobre essa questão.

Apple e Tidal apoiaram lançamentos de artistas como Drake, Chance – The Rapper e Kanye West, mas tal estratégia não está sendo bem vista por outros artistas e serviços de streaming.

Enquanto o Spotify se declarou contra a prática, dizendo ser ruim para os artistas e fãs, o rapper Kanye West ficou em uma situação desconfortável ao fazer negócios com a Apple, sendo que também possui com o Tidal. Em outro evento, o CEO da Universal, teria dito às gravadoras ligadas à empresa para parar de fazer negócios exclusivos com serviços de streaming.

No entanto, é possível ver que no mercado de streaming de vídeo, isso é bem diferente. Para serviços como a Netflix, conteúdo exclusivo é sua peça central para se diferenciar da concorrência.

Leia na origem

©2018 MCT - Música, Copyright e Tecnologia.

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?