O Metallica modifica seu setlist com base nos dados dos ouvintes locais do Spotify

Matéria de Digital Music News

“So close, no matter how far…”: A banda de heavy metal Metallica tem usado os dados do Spotify para tomar decisões e criar seus setlists personalizados de acordo com as músicas mais populares de cada cidade.

Na semana passada o Spotify publicou seu relatório de receitas e revelou que a banda de heavy metal Metallica tem usado os dados da plataforma para criar seus setlists personalizados de acordo com as músicas mais populares de cada cidade.

“Você tem uma banda como o Metallica, que muda o setlist deles de cidade para cidade apenas analisando os dados do Spotify para ver quais sãos as músicas mais populares”, relatou Ek na apresentação do relatório.

O fato demonstra como os serviços de streaming como o Spotify, a Amazon Music, a Apple Music e o YouTube Music só tem ajudado os artistas a tomarem decisões.

Lars Ulrich, o baterista da banda, informou que eles já usavam dados de programas de rádio e apresentações ao vivo para criarem os setlists. Nos anos 90, bandas como Rolling Stones também perguntavam aos fãs sobre preferências de músicas através do site da banda.

É sempre bom lembrar que no início o Metallica não se entusiasmava muito com a era digital da música. O grupo era contra o compartilhamento de músicas on-line e em 2000 processou o Napster.

Leia na origem

Spotify prepara-se para apostar no vídeo. Concorrência ao Netflix?

Matéria de Leak

Contratação do novo diretor de conteúdo indica que o Spotify possui interesse em desenvolver novos produtos e serviços envolvendo vídeo.

A contratação de Dawn Ostroff pode trazer grandes novidades envolvendo vídeo para o serviço de streaming Spotify.

Ostroff é o novo Diretor de Conteúdos do serviço e será responsável por assuntos relacionados a parcerias envolvendo conteúdos de música, áudio e vídeo. Agora Daniel Ek co-fundador do Spotify assumirá a posição de diretor executivo, cargo que estava vazio desde a saída de Stefan Blom, em janeiro.

O novo diretor será extremamente importante para o serviço de streaming que só tem a ganhar com sua experiência no campo de vídeo. Não foram os revelados os motivos de sua admissão, porém segundo o site “Leak”, como o serviço de steaming deseja oferecer serviços e produtos diversificados e já desenvolveu ações envolvendo vídeos é possível que Spotify traga novidades para quem sabe ser mais um concorrente da Netflix.

Leia na origem

Spotify confirma estrear na Bolsa de Valores em Abril.

Matéria de Billboard

Spotify estréia na Bolsa de Valores em Abril!

Na última quinta-feira (15) Daniel Ek, cofundador e presidente do Spotify, anunciou que finalmente o serviço de streaming de músicas será lançado na Bolsa de Valores de Nova York no dia três de abril.

A revelação da data que está sendo muito aguardada pela indústria da música foi apresentada em uma apresentação só para investidores. Será uma grande vitória para o Spotify, mas Ek fez questão de dizer que ninguém verá a empresa comemorando com festas e “tocando sinos”, pois o grupo está focado nos desempenhos a longo prazo.

Atualmente, o Spotify possui 71 milhões de assinantes pagantes e 159 milhões de usuários totais, o que gerou US$ 4,99 bilhões em receita e uma perda de US$ 461 milhões em 2017.

Leia na origem

Spotify hopes going public will cement streaming as music’s future

Matéria de the Guardian

A entrada do Spotify em Wall Street significará uma grande vitória para os serviços de streaming. The Gardian avalia os desafios e perspectivas para que este grande passo aconteça.

Atualmente avaliado em US $ 8,5 bilhões, uma estreia bem-sucedida no Wall Street será a coroação para o streaming como o futuro da indústria da música.

Ek está se preparando. Quatro novos membros foram adicionados à equipe, incluindo o ex-diretor operacional da Walt Disney, Tom Staggs; Shishir Mehrotra, ex-chefe de produto do YouTube; Padmasree Warrior, que chefia a unidade dos EUA da empresa chinesa de automóveis elétricos NextEV; e Cristina Stenbeck, da empresa de investimentos sueca Kinnevik.

A nomeação de Staggs, um veterano de 26 anos da Disney, foi interpretada como um sinal para a entrada do streaming no mercado de streaming de vídeo. A empresa já havia adicionado o diretor de conteúdo da Netflix, Ted Sarandos, à diretoria.

A empresa está considerando uma listagem direta na Bolsa de Valores de Nova York, uma tática incomum, mas pode ajudar a atrair outras empresas do segmento. Conheça os outros desafios e perspectivas sobre a entrada do Spotify na Bolsa de valores. Nesta avaliação realizada pelo The Guardian.

Leia na origem

With Streaming’s Explosion, Where Does the U.S. Music Business Go From Here?

Matéria de Billboard

O relatório da RIAA afirmou a recuperação do mercado da música nos EUA. A questão agora é se a indústria conseguirá atingir novamente os US $ 14,6 bilhões de 1999 e conseguirá enfrentar as principais ameaças e desafios.

No recente relatório sobre o mercado de música nos EUA, a RIAA divulgou que o mercado encontra-se em recuperação, com uma receita de US $ 7,7 bilhões em 2016. A questão agora é se uma indústria dominada pelo streaming pode voltar a um nível próximo ao pico de receita que era em 1999, de US $ 14,6 bilhões.

O presidente e CEO da RIAA, Cary Sherman, disse em um artigo que a recuperação da indústria é “frágil e cheia de riscos”. Para ele o negócio de música gravada enfrenta outros desafios como a queda das vendas de downloads e produtos físicos. Além da disputa entre a música gratuita no YouTube com os serviços de assinaturas, que geram muito mais receita. No artigo, os principais desafios e ameaças do mercado da música para os próximos anos.

Leia na origem

©2018 MCT - Música, Copyright e Tecnologia.

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?