Cost of entry to streaming market is stifling innovation, says digital consultant

Durante a Canadian Music Week, Vickie Nauman, fundadora da CrossBorderWorks, concede entrevista ao Chris Cooke, ex-diretor de negócios da 7digital nos Estados Unidos. Ela comenta sobre as oportunidades não exploradas no streaming devido ao alto custo em inovação e falta de investimentos no setor.

Na entrevista, ela questiona sobre quais outros modelos de negócios poderiam ser construídos em torno da experiência de streaming e quais produtos poderiam ser criados para atrair aqueles que se interessam em assinar um plano de US $ 10 por mês ou os que nem pretendem assinar. Nauman acredita que há oportunidades para criar “bitesize”, produtos que podem persuadir aqueles usam streaming de graça, mas gastam um pouco de dinheiro. Para ela a próxima inovação em streaming de música não será um catálogo completo de experiências.

Ela afirma que é preciso apoiar a inovação e as novas empresas. As start-ups não devem focar em trabalhar com um catálogo completo de 40 milhões de músicas, onde é necessário “fazer milhares e milhares de negócios, é muito complexo”. A ideia de “bitesize” é mais fácil de gerenciar, pois é possível que com um catálogo, as startups possam ser capazes de trazer à vida um determinado gênero ou uma banda, ao invés de exigir-lhes para organizar a música do mundo inteiro.

Leia na origem

©2018 MCT - Música, Copyright e Tecnologia.

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?