A fabricante de guitarras Gibson declara falência.

Nesta semana a Gibson, fabricante de guitarras, pediu uma proteção contra falência.

A fabricante de guitarras Gibson declarou falência nesta semana. A empresa passará por um programa de reestruturação no qual seus credores financiarão S$135 milhões.

A estratégia para sair do vermelho será voltar a focar em seu core business de fabricação de instrumentos musicais.

Em 2014, a empresa acumulou uma grande parte de sua dívida, que está em US$500 milhões, para adquirir a divisão de eletrônicos de consumo da Philips – WOOX Innovation. O acordo ficou em US$ 135 milhões e mais um contrato de licenciamento da marca para continuar usando o nome Philips.

Após a aquisição mal sucedida, a fabricante tem lutado para expandir seus negócios de áudio e no setor eletrônico doméstico.

Este ano já foi anunciado que não haverá novos lançamentos de produtos e como parte do acordo de falência, essa divisão será encerrada. A empresa também tem enfrentado altos custos de materiais e queda nas vendas.

O CEO Henry Juszkiewicz, ressaltou que o processo de reestruturação será praticamente invisível para os clientes, mas todos podem continuar confiando na Gibson para fornecer produtos e atendimento incomparáveis. A empresa pretende sair da falência em 24 de setembro.

Leia na origem

IHEARTMEDIA ADMITS IT COULD COLLAPSE THIS YEAR UNDER $20BN DEBT BURDEN

Em apresentação de seu relatório fiscal iHeartMedia anuncia dificuldade de obter crédito e afirma que seu fim está iminente.

Atualmente o IHeartMedia, que possui a iHeartRadio, tem sido alvo de especulação no Wall Street pelo tamanho de suas dívidas.  A empresa, dirigida por Bob Pittman, está assumindo uma dívida de aproximadamente US $ 20 bilhões, sendo que grande parte se deve a uma compra alavancada de 24 bilhões de dólares da Clear Channel Communications Inc.

Na apresentação de seu relatório fiscal o iHeartMedia relatou seus resultados para os três meses até 31 de março deste ano. No relatório, sua receita está consolidada em US $ 1,33 bilhão, com um lucro operacional consolidado de US $ 114,1 milhões. No entanto, uma questão chamou a atenção quando foi mencionada que está cada vez mais difícil para a empresa obter créditos para restruturação de suas dívidas.

Para a indústria da música, o fim do iHeartMedia seria uma notícia ruim, uma vez que ela possui mais de um quarto de bilhão de ouvintes mensais no mercado dos EUA, com mais de 85m seguidores sociais.

Leia na origem

YOUTUBE ATRAVESSA CRISE DE PUBLICIDADE E CURADORIA

Matéria de Shifter

Um resumo dos principais dilemas enfrentados pela plataforma de streaming de vídeo do Google.

Boicote de anunciantes, redução da monetização aos YouTubers, criação de novas políticas e até censura a vídeos LGBTQ. O que está acontecendo com o YouTube?

“Em suma, o YouTube está em crise, com várias polêmicas.[…] Ficaste de luto? Nada temas! O YouTube agora tem dark mode”.

Leia na origem

A crise do Uber em 2017. E as previsões sobre o futuro da empresa

Matéria de Nexo Jornal

Companhia enfrenta debandada de executivos, boicote de usuários, uma disputa legal com o Google e acusações de assédio moral e sexual dentro da empresa

Com Jones, outros sete executivos da empresa saíram. Há também um processo judicial e episódios que prejudicam sua imagem, ocorridos ao longo dos últimos meses.

“Desde o início de 2017, protestos de usuários, acusações de assédio dentro da empresa e por parte de usuárias, uma disputa judicial e críticas ao regime de trabalho dos motoristas têm somado para a atmosfera de crise na companhia”. Veja o que tem acontecido com o Uber durante os últimos meses.

Leia na origem

©2018 MCT - Música, Copyright e Tecnologia.

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?