Google reformula políticas após críticas a vídeos do YouTube

Matéria de UOL Economia

O Google está mudando suas políticas para conter vídeos que promovem o terrorismo ou o antissemitismo.

Após as denúncias do jornal Times, de Londres, de que anúncios de marcas famosas do Reino Unido estavam sendo exibidos com vídeos que promoviam o terrorismo ou o antissemitismo, diversos anunciantes reagiram retirando suas publicidades das plataformas do Google no país.

“As modificações têm por objetivo refutar as críticas de que o gigante de buscas não se esforçou o suficiente para impedir o discurso de ódio na internet” e também levanta questões sobre censura e ideologias políticas no Google.

A primeira mudança introduz uma configuração padrão que excluir automaticamente websites e vídeos considerados desagradáveis. A segunda mudança oferece maior controle em “relação a onde os anunciantes colocam as publicidades”, tornando mais fácil a exclusão de conteúdo, dando poder aos os anunciantes de “ajustar o lugar onde querem que suas publicidades apareçam”.

O Google ainda disse que “está ampliando o leque de declarações que considera incendiárias para incluir um discurso que define como humilhante e degradante para grupos-alvo”, ou seja, websites que afirmam que as mulheres não deveriam aprender matemática e que o lugar delas é na cozinha serão excluídos.

Leia na origem

©2018 MCT - Música, Copyright e Tecnologia.

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?