“Onerar o assinante seria suicídio para a TV paga”

ABTA se pronuncia contra a Simba Content, empresa criada pelo SBT, Record e RedeTV. Em acordo entre a empresa e operadoras de TV paga, consumidor pode ser prejudicado.

Em 2015, O SBT, Record e RedeTV se uniram para criar a Simba Content, “uma organização orientada a negociar (e cobrar) por seu conteúdo das operadoras que quiserem manter seus canais em seus cardápios”. “A empresa acredita que, da mesma forma que as operadoras pagam para os grupos internacionais, elas devem, também, remunerar os veículos nacionais que respondem por boa parte de sua audiência”.

Com a transição do sinal de TV analógico para o digital, pode ser que esses canais não sejam mais transmitidos pela TV paga e a Associação Brasileira de TV por Assinatura (ABTA) se pronunciou sobre o caso dizendo ser contra qualquer movimento que traga um novo custo ao setor, pois perante a crise o consumidor pode ser afetado.

Oscar Simões, presidente da ABTA declarou que espera um acordo entre a Simba Content e as operadoras sem que o consumidor seja prejudicado. A decisão ficará por conta da Simba e entidade não pode interferir para a liberação dos três canais.

Leia na origem

“Streaming não é rival da TV paga, é complemento”, diz presidente da ABTA

Matéria de UOLEntrete @UOL

Para o presidente da ABTA, Oscar Simões, serviços de streaming como Netflix e outros não ameaçam a existência da TV por assinatura. Pelo contrário.

Em entrevista, o presidente da ABTA, Oscar Simões fala que as novas formas de consumo de vídeo são complementares e não ameaças à TV por assinatura.

“Para ele, o que representa risco é a competição desigual entre as operadoras, que já pagam inúmeros impostos, e novas plataformas –como o streaming– que oferecem vídeos sem precisar cumprir as mesmas exigências tributárias e regulatórias”.

Leia na origem

©2018 MCT - Música, Copyright e Tecnologia.

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?