Matéria de Folha de S.Paulo

Apesar do aumento de 22% nos usuários ativos, analistas apontam que rentabilidade do setor de podcasts ainda é incerta para o Spotify.

Em uma decisão surpreendente, o grupo sueco Spotify, líder global em streaming de áudio, anunciou nesta segunda-feira (5) a demissão de 200 funcionários que desempenhavam funções relacionadas aos podcasts. Essa medida ocorre em menos de seis meses após um corte inicial de 600 empregos, demonstrando uma nova fase na estratégia da empresa.

De acordo com a Folha de S. Paulo, por meio de um comunicado oficial, a plataforma de streaming esclareceu que a demissão faz parte de uma reestruturação em andamento na “estratégia podcast”, após ter realizado grandes investimentos nesse segmento nos últimos anos. O Spotify, que historicamente lidera o mercado de streaming de música, apostou milhões de dólares no serviço de podcast, buscando se consolidar como a principal plataforma mundial.

No entanto, embora a plataforma tenha obtido sucesso em conquistar uma ampla base de usuários e tenha registrado um aumento de 22% no número de usuários ativos no primeiro trimestre, a rentabilidade do setor de podcasts ainda não foi comprovada, conforme observam analistas do mercado.

Apesar das demissões, o mercado reagiu de forma positiva à notícia. Por volta das 14h30 GMT em Wall Street (11h30 no horário de Brasília), as ações do Spotify apresentaram uma alta de 2,70%, chegando a US$ 115,83 (R$ 570).

Foto: Dado Ruvic/Reuters

Tags:

Leia na origem

©2024 MCT - Música, Copyright e Tecnologia.

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?