Matéria de O Globo

Um jovem rapper, com 15 milhões de visualizações no Youtube, preferiu garantir seus direitos autorais do que assinar um contrato de US$3 milhões. Saiba porque ele tomou essa decisão.

NLE Choppa, é um daqueles casos de artistas que se tornam virais do nada. O garoto de 16 anos publicou um vídeo com seus amigos dançando uma música de hip hop que ele mesmo escreveu. Em duas semanas, o clipe alcançou 300 mil visualizações e atualmente passou a casa de 15 milhões.

O hit de Choppa,”Shotta Flow”, ainda não chegou no Brasil, mas o rapper chamou a atenção por um outro motivo. Ele recusou ofertas que chegaram de US$3 milhões de gravadoras como Republic, Interscop e Caroline, não porque está extremamente confiante no seu talento, mas para proteger seus direitos autorais.

De acordo com O Globo, Choppa assinou com a UnitedMasters, pois na distribuição de músicas em serviços digitais como o Spotify, os royalties são divididos e o artista mantém a propriedade de suas canções. Com apenas 3 faixas nas plataformas, o rapper possui 841.761 ouvintes mensais.

“Ele percebeu que, mantendo os direitos e fazendo a distribuição, ganha dinheiro com o Spotify e com a Apple Music, além de ter a sua música crescendo no Youtube. Para que ele precisa de uma gravadora?”, afirmou Steve Stoute, dono UnitedMasters, à Billboard.

 

 

Foto:  Reprodução Instagram

Tags:

Leia na origem

©2019 MCT - Música, Copyright e Tecnologia.

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?