Matéria de G1

Ao vender um disco de Moacir Santos por R$45 mil reais, Ed Motta abre discussão sobre o preço de álbuns raros e jornalista analisa o caso. Entenda.

O cantor Ed Motta está vendendo grande parte de sua coleção de discos de vinil. Entre eles, um LP raro do compositor pernambucano Moacir Santos avaliado em R$45 mil.  O caso chamou a atenção e abriu a discussão: “Quanto vale um disco”?

A análise foi realizada pelo jornalista Mauro Ferreira, em sua coluna no G1. Para ele, o valor de um disco vai depender do apreço do colecionador.

No caso, o apreço de Ed Motta pode parecer tolice para alguns, mas na ponta do lápis, o que está em jogo é um raro exemplar de edição original em LP do àlbum ‘Coisas’, de Moacir Santos.

O LP está sendo vendido em uma plataforma de vendas estrangeira por 7 mil e 200 euros (R$45 mil). O cantor brasileiro alega que o exemplar é raríssimo , pois (Via G1) foi adquirido da coleção particular do produtor musical carioca Roberto Quartin (1943 – 2004), fundador da gravadora Forma, além de claro, estar em perfeito estado.

Moacir Santos (1926-2006) foi compositor, saxofonista, arranjador e maestro. Seu álbum ‘Coisas’, segundo Mauro, se tornou “uma das pedras fundamentais da música brasileira desde que foi lançado em 1965 pela gravadora Forma”.

Resumindo: Apesar de muitos acharem que é um preço alto pagar R$45 mil por um disco, para os colecionadores o que vale mesmo é a paixão: “Quanto vale o disco? Vale, em suma, o que determinar o coração apaixonado de cada ouvinte e/ou colecionador”, definiu Mauro.

Foto: Whiplash

#DicaMCT: Nesta quinta-feira (14/05) às 19h, participaremos da live no @musicaemredeoficial. Vamos falar sobre um tema bem comentando por aqui: os ‘Impactos e perspectivas do mercado da música em 2020’. Fique ligado em nosso INSTAGRAM!

Tags:

Leia na origem

©2020 MCT - Música, Copyright e Tecnologia.

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?