Matéria de G1

Foi presa a mulher que acusava o Padre Marcelo Rossi de plágio em seu famoso livro “Ágape”. Izaura Mendes queria receber R$51,6 milhões por violação de direitos autorais.

Segundo o G1, Izaura Garcia de Carvalho Mendes, de 65 anos, foi presa na semana passada (9), por suspeita de praticar estelionato na tentativa de aplicar um golpe no Padre Marcelo Rossi.

O caso começou em 2012, quando Izaura iniciou uma ação na Justiça alegando que o poema “Perguntas e respostas – Felicidade! Qual é?” foi publicado pela Globo Livros, sem sua autorização, no livro “Ágape”, de 2010. No livro, a citação é creditada à madre Teresa de Calcutá. A Editora Globo realizou um acordo com a escritora de R$25 mil.

Desde o seu lançamento, Ágape vendeu 10 milhões de exemplares, porém teve que ser retirado de circulação em abril deste ano por causa de uma decisão judicial movida por Izaura. Desta vez, Izaura pediu R$51,6 milhões.

Ao investigar o caso, a Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Propriedade Imaterial (DRCPim), da Polícia Civil, conseguiu comprovar que Izaura fraudou, com ajuda de suas advogadas, também presas, o registro de um texto.

A polícia verificou que entre os documentos anexados por ela no processo há um Certificado de Registro da Fundação Biblioteca Nacional – Ministério da Cultura. Este documento não foi oficialmente cadastrado na entidade, além disso, há informações que estão fora dos padrões oficiais adotados.

No depoimento na delegacia Izaura afirmou que apenas sabe datilografar e não falsificar documentos. O Padre Marcelo Rossi não quis gravar entrevista sobre o assunto até o momento, mas disse que Izaura está perdoada.

Fique por dentro, e não perca nenhuma notícia! Assine nossa newsletter mensal com as notícias mais lidas e siga-nos no Instagram @mct.mus.

 

Foto: Imagem do livro Ágape/Reprodução

Tags:

Leia na origem

©2019 MCT - Música, Copyright e Tecnologia.

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?