Matéria de CNN Brasil

Festival de rap foi marcado por alagamentos e cobras, gerando muitas reclamações e cancelamento do último dia.

O final de semana foi marcado pela grande repercussão na mídia sobre as falhas na organização do REP Festival, que agora pode ser multado em até R$12 milhões pelo Procon-RJ.

O que era para ser um dos maiores festivais de rap do Brasil acabou se tornando um caos. As fortes chuvas atingiram o evento trazendo cobras, sapos, alagamentos e muita lama. Não faltaram vídeos dos fãs reclamando da falta de estrutura e organização do evento, o que levou o cancelamento do segundo dia festival, no domingo (12).

Com um line-up formado por nomes como Matuê, L7nnon, Filipe Ret, Emicida e Ludmilla, o ‘REP Festival’, estava previsto para acontecer no Parque Olímpico (o mesmo local do Rock in Rio). Entretanto, a 10 dias da abertura, a localização foi transferida para Guaratiba, zona oeste do Rio.

O portal da CNN procurou o Procon-RJ para entender o que diz o Código de Defesa do Consumidor (CDC) em casos como este: “as multas por infração às normas de proteção e defesa do consumidor serão calculadas de acordo com a gravidade da infração, o porte econômico do fornecedor e a vantagem auferida”.

“A depender desses critérios, ela [a multa] pode chegar a R$ 12 milhões”, disse o Procon-RJ ao portal.

 

Foto: Reprodução / Redes Sociais

Tags:

Leia na origem

©2024 MCT - Música, Copyright e Tecnologia.

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?