Enquanto Spotify cresce, a oferta pública é adiada, o que indica que a plataforma está enfrentando problemas de licenciamento com gravadoras.

O site Techcrunch informou que a oportunidade para o Spotify de entrar na bolsa de valores aconteceria em até 2018, dando mais tempo para o serviço de streaming se estruturar e melhorar suas margens. Porém, isso não será bom para a plataforma, conforme afirma a notícia.

Atualmente, o Spotify tem pressa em abrir seu capital, uma vez que possui uma dívida grande, de US $ 1 bilhão (US) com empresas de capital de Fundos de Investimento, porém tudo indica que o atraso da oferta pública está sendo influenciado pela conclusão de acordos de licenciamento com gravadoras. Universal Music, Vivendi, Warner Music e Sony controlam 80% do fornecimento de conteúdo.

Para a autora da notícia, Leila Abboud, o Spotify possui um grande potencial e será rentável um dia, talvez isso demore anos. Por isso a oferta pública é necessária para a empresa seguir em frente.

Leia na origem

©2022 MCT - Música, Copyright e Tecnologia.

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?