Alexandre Deniot fala o que podemos esperar do Midem para este ano.

A notícia conta que antigamente, o Midem foi uma grande conferência da indústria da música. Um lugar onde os executivos de nível superior mundial encontravam-se com champanhe em um iate de luxo, garantindo grandes negócios comerciais. No entanto, com o negócio da música global perdendo a metade das suas receitas nos últimos 15 anos, a ostentação foi deixada para trás.

Desde 2005, o número de pessoas que frequentam o Midem diminuiu drásticamente. De 9.000 delegados para 4.400 em 2016. Além disso, todos os anos, há rumores sobre a última edição da expo. Muitos se perguntam como o proprietário da Midem, Reed Midem, consegue manter a sustentabilidade financeira do evento.

Alexandre Deniot é chefe e um dos principais organizadores do evento, que contará com a presença da Sony, Warner, Universal e as principais gravadoras indie, além de serviços de streaming como o Spotify, Deezer, Amazon e Napster.

Deniot passou os últimos meses viajando pelo mundo para conversar com as pessoas e descobrir o que eles queriam ver no Midem. Em entrevista ele conta o que esperar do festival.

Tags:

Leia na origem

©2023 MCT - Música, Copyright e Tecnologia.

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?