LIVE NATION LAMENTA TRAGÉDIA EM SHOW DE TRAVIS SCOTT

Confusão durante show de Travis Scott, no Texas, gerou 8 mortes e 300 feridos. A Live Nation lamentou o ocorrido e disse estar cooperando com autoridades locais.

A Live Nation Entertainment emitiu um comunicado no fim de semana lamentando o corrido no show de Travis Scott em Houston, Texas. Na última sexta-feira (5) cerca de 50 mil pessoas se reuniram para participar do festival de música, porém o evento ficou marcado como uma tragédia, após o grande empurra-empurra para tentar chegar perto de Travis Scott, o que resultou na morte de oito fãs e 300 feridos.

Em declarações à CNN, o prefeito de Houston, Sylvester Turner, confirmou no domingo (7 de novembro) que uma investigação criminal está em andamento para descobrir as circunstâncias que levaram à tragédia.

A Live Nation acrescentou em sua declaração que “continuará trabalhando para fornecer o máximo de informações e assistência possível às autoridades locais enquanto investigam a situação”.

Além da investigação criminal que está sendo iniciada pelas autoridades de Houston, outras ações judiciais foram movidas contra o rapper, o promotor e o local.

O advogado que representa uma das vítimas, Thomas J. Henry, confirmou que foi movida uma ação contra Travis Scott, o rapper Drake (que se juntou a Scott no palco durante o ocorrido), Live Nation e NRG Stadium.

A Variety informou que Scott pretende reembolsar todos que compraram os ingressos do show, e cancelou uma apresentação ao vivo em Las Vegas agendada para o próximo fim de semana.

“Minhas orações vão para as famílias e todos aqueles que foram impactados pelo que aconteceu no Astroworld Festival. O Departamento de Polícia de Houston tem meu total apoio enquanto continua investigando a trágica perda de vidas”, declarou Scott em suas redes sociais.

“Estou comprometido em trabalhar junto com a comunidade de Houston para curar e apoiar as famílias necessitadas […] Obrigado ao Departamento de Polícia de Houston, Corpo de Bombeiros e NRG Park por sua resposta e apoio imediatos. Amo todos vocês.”, concluiu o artista.

 

Foto: reprodução

Leia na origem

GAMES SE TORNAM APOSTA DO MERCADO MUSICAL PARA GERAR MAIS RECEITAS

Matéria de Folha de S.Paulo

Entenda como os games estão se tornando plataformas para músicas e gerando cada vez mais receitas para artistas no mundo todo.

Já percebeu que ultimamente temos publicado muitas notícias relacionadas a games? Fortnite, Roblox e outros metaversos tem aparecido constantemente por aqui. Isto porque o assunto música e games estão cada vez mais relacionados e se tornou uma tendência no mercado musical.

Este foi o assunto abordado pela Folha de São Paulo. Na matéria, o portal explica como os games estão se tornando plataformas para músicas e gerando cada vez mais receitas para artistas no mundo todo.

Durante a matéria, o portal citou uma opinião de Karol Severin, analista sênior da consultoria britânica MIDiA Research, que explica bem essa ligação entre música e games:

‘Games hoje são uma atividade do mainstream e a música é parte fundamental disso”, disse Severin. “A ideia não é mais vender um produto, mas, sim, gerar receita. Por exemplo, a presença de artistas como Travis Scott ou Ariana Grande em um game vai manter as pessoas por mais tempo naquele mundo, e talvez eles gastem mais US$ 1 ali.”, complementou.

Karol falou sobre o momento em que dois grandes artistas souberam aproveitar muito bem os games para se conectar com os fãs de forma que não conseguiriam com um show presencial. Na época, Travis Scott se apresentou para 12 milhões de pessoas no jogo de tiro “Fortnite”.

No Brasil, artistas também começaram a apostar nos games para se conectar com os fãs. O rapper Emicida fará uma apresentação no “Fortnite” e será primeiro brasileiro a fazer isso no jogo.

Para Severin, ‘shows desse tipo são só a ponta do iceberg. Artistas que jogam uma partida com fãs, turnês mundiais, itens digitais com autenticidade, os NFTs, parcerias de artistas locais com nomes internacionais e peças customizáveis para os avatares —a versão virtual do que foram as camisetas de banda— são outros exemplos. Tudo a seu custo.’

Daqui pra frente veremos muitas ações deste tipo, e podemos ate sugerir uma atualização para o nome do blog: Música, Copyright, Tecnologia e Games!

 

 

Foto: divulgação – A cantora pop Ariana Grande no Fortnite

Leia na origem

Mc Donald’s fica sem ingredientes no estoque por conta de parceria com Travis Scott

Matéria de splash_uol @UOL

Mc Donald’s teve dificuldades em manter seus estoques após fazer parceria com o rapper Travis Scott. O rapper ganhou um lanche com o seu nome e todos os fãs correram para garantir o seu.

Nas últimas semanas, o rapper americano Travis Scott voltou a dar o que falar. Desta vez, pela sua parceria com o Mc Donald’s nos Estados Unidos.

De acordo com o Splash, após a rede de fast food americana anunciar o lanche com do nome do cantor, as vendas foram tantas que seus principais ingredientes, como carne do ‘quarteirão’, bacon e até cebola começaram a faltar no estabelecimentos.

Os clientes, claro, foram reclamar no Twitter, já que não conseguiam comprar o lanche do rapper. O Mc Donald’s chegou a confirmar a falta de ingredientes no estoque para o Business Insider.

O mais impressionante é que o hambúrguer não tem nada demais. É apenas um ‘Quarteirão’ com queijo, fritas com molho barbecue e refrigerante.

Travis Scott ficou conhecido após lançar sua música ‘Old town Road’ se tornar viral no TikTok. Desde então, tem ganhado cada vez mais popularidade no mercado musical. Tanto que ele quebrou um recorde ao se apresentar durante um evento para o jogo Fortnite, da Epic Games.

Mais uma vez, este é o caso de uma excelente combinação entre música e marcas.

 

foto: divulgação

Leia na origem

Travis Scott é processado em 20 milhões de dólares por plágio

Matéria de G1

Nesta semana temos mais um caso de plágio. Travis Scott está sendo processado pelo DJ Paul que alega plágio no arranjo e ritmo de “Tear Da Club Up” em “No Bystander”.

Nesta semana temos mais um caso de plágio. Dj Paul está processando Travis Scott por plagiar o arranjo e o ritmo de “Tear Da Club Up” na canção “No Bystander”.

A notícia, publicada pelo site TMZ, informa que também há semelhanças em parte da letra.  Paul afirma que Travis, inclusive, usou o mesmo arranjo de “Tear Da Club Up” durante sua apresentação no Grammy deste ano.

Segundo o G1, Paul está reivindicando US$20 milhões (cerca de R$ 78,8 milhões) equivalente ao que ele acredita ser lucro faturado por Travis com a faixa “No Bystander”, uma das faixas mais populares de Travis de seu álbum “Astroworld”, que estreou em primeiro lugar na parada da Billboard. Travis Scott também é conhecido por ser parceiro de Kylie Jenner.

Nesta terça-feira (23), houve uma reunião com os artistas para a tentativa de um acordo.

 

Foto: divulgação

Leia na origem

©2022 MCT - Música, Copyright e Tecnologia.

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?