AUTOR DE LIVRO SOBRE O TIKTOK AFIRMA QUE APP NÃO É “UM CAVALO DE TRÓIA CHINÊS”

Matéria de Capital - O Globo

Jornalista autor de livro sobre história do Tiktok falou que nunca encontrou provas de que o app entregou dados dos usuários para a China.

O jornalista britânico Chris Stokel-Walker está lançando o livro “TikTok Boom” (Editora intrínseca) para contar a trajetória do aplicativo de vídeos da ByteDance. Desde o seu lançamento, até sua ascensão marcada por muitas polêmicas.

Durante entrevista ao OGlobo.com, o autor disse que não considera o TikTok como um grande espião –  fama que ganhou após líderes ocidentais apontarem o app como uma ameaça por passar dados dos usuários à China, algo que o país e as companhias sempre negaram.

“Não encontrei provas de que o TikTok seja um Cavalo de Troia chinês. O problema é a forma como usamos redes sociais, não o TikTok em si”, disse Walker.

“Mas isso não quer dizer que não haja problemas. Eu mostro como ele enviou dados de candidatos a emprego para a China sem autorização, como tentaram minimizar a transmissão de outros dados de usuários para o país etc”, completou.

O autor também comentou outras questões apontadas no livro e como o app modificou a forma como nos comunicamos. Além de sua influencia na música global:

“Ele mudou a forma como nos comunicamos. O vídeo está se tornando o formato como as pessoas pensam. Ele mudou a forma como os criadores são pagos, com um fundo próprio para remunerá-los, não necessariamente publicidade. Está mudando a atitude. No YouTube ou no Twitch, os principais criadores investem em equipamentos caros. No TikTok, basta um celular. Os intermediários da cultura estão desaparecendo. E o app está mudando a própria cultura. Veja quantos músicos foram lançados através do TikTok ou mesmo quantos livros foram vendidos por causa dele…”.

 

Foto: Divulgação

Leia na origem

©2022 MCT - Música, Copyright e Tecnologia.

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?