SONY MUSIC UK CRIA PROGRAMA PARA AJUDAR NAS DESPESAS DE FUNCIONÁRIOS COM FILHOS EM IDADE PRÉ-ESCOLAR

Funcionários da gravadora podem solicitar um financiamento, com baixos custos, para manter seus filhos em creches enquanto trabalham.

A Sony Music UK divulgou nesta semana a criação de um financiamento para seus funcionários, especialmente mulheres, que possuem despesas com creches para seus filhos.

No programa, funcionários poderão solicitar um financiamento, com taxas reduzidas de até £15.000 por ano para custos de cuidados de crianças em idade pré-escolar. Esta é uma das várias iniciativas criadas pela gravadora para apoiar os pais, e aumentar a proporção de mulheres em diferentes cargos na empresa.

Liz Jeffery, vice-presidente de experiência de pessoas da Sony Music UK & Ireland, disse que o financiamento será essencial, principalmente para que suas funcionárias não deixem de trabalhar por conta dos altos custos com creches e babás:

“O alto custo dos cuidados infantis no Reino Unido geralmente força os pais, e principalmente as mães, a trabalhar em meio período ou a sair totalmente da força de trabalho, pois se torna financeiramente inviável. Estamos comprometidos em analisar o que podemos fazer para ajudar a resolver questões que podem ser uma barreira para o progresso das mulheres, e esperamos que essa política possa ser a diferença entre alguém retornar ao trabalho em vez de deixar um cargo”.

Vale notar que no Brasil, a gravadora foi eleita como uma das melhores empresas para trabalhar no estado do Rio de Janeiro.

 

Foto: Divulgação Sony Music

Leia na origem

SONY MUSIC QUER TRANSFORMAR MÚSICAS DE SEU CATÁLOGO EM NFT

Matéria de Money Times

Gravadora de Harry Styles e Adele entrou com novo pedido de registro de marca para mídias em NFTs

Seguindo tendência mundial sobre novos hábitos de consumo dos fãs de música, a Sony Music entrou com um pedido de registro de marcas recente, para que o logo Columbia Records possa ser usado em mídias com base em NFTs (tokens não-fungíveis).

Conforme o moneytimes.com.br, a informação foi anunciada pelo advogado de registro de marcas, Mike Kondoudis, através de seu perfil no Twitter.

No pedido, é possível identificar que a Sony Music pretende usar NFTs como uma espécie de “portal de token” para autenticar fãs por registros em áudio e vídeo que possam ser baixados e por performances ao vivo de artistas da gravadora como Adele e Harry Styles.

Vale notar que esta não é a primeira vez em que a gravadora decide trabalhar com NFTs. Em março, a empresa fez parceria com a Universal Music e o Snowcrash para lançar coleções NFT de Bob Dylan e Miles Davis.

 

Foto: o cantor Harry Styles, da Sony Music – Twitter

Leia na origem

ANÁLISE APONTA QUE AS TRÊS MAIORES GRAVADORAS DO MUNDO FATURAM US$2,5 M POR HORA

Com receitas nas alturas, Universal Music, Sony Music e Warner Music faturaram juntas US$10,91 bilhões nos últimos 6 meses. E estamos apenas em agosto!

As maiores gravadoras do mundo, Universal Music, Sony Music e Warner Music começaram 2021 com seus faturamentos nas alturas. O Music Business Worldwide analisou os resultados financeiros do segundo trimestre de cada gravadora e descobriu alguns números interessantes.

Combinados, as três majors faturaram $4,63 bilhões nos últimos três meses (até o final de junho), com um aumento de 40,1% (ou + $1,32 bilhão) em relação ao mesmo período de 2020.

Ao adicionarmos as receitas de edição esse número chega a marca de US$5,60 bilhões no período, um aumento de US$1,53 bilhão (ou + 37,6%) em relação ao mesmo período do ano passado.

Isso quer dizer que atualmente, as três gravadoras estão gerando por dia US$61,5 milhões no mundo todo, ou US$2,56 milhões por hora!

Vale notar que o faturamento global da Universal Music trimestral (música gravada mais editora) cresceu US$607 milhões ano a ano, já a Sony Music (incluindo o Japão) aumentou suas receitas para US$592 milhões; e a Warner Music teve um aumento de $331 milhões.

Ao olhar para os últimos seis meses de 2021, é possível perceber que combinadas, as três majors geraram US$10,91 bilhões.

 

Foto: BTS, o grupo de KPop é o maior gerador de receita da Universal Music atualmente/Divulgação.

Leia na origem

Globo vende Som livre para Sony Music por R$1,438 bilhão

A Sony Music anunciou que adquiriu a Som Livre, pertencente ao Grupo Globo, por R$1,438 bilhão. Com a aquisição, gravadora pretende tornar a Som Livre um centro criativo e autônomo.

Nesta tarde de quinta-feira, 1º de abril, a Sony Music anunciou que adquiriu a Som livre por R$1,438 bilhão (aproximadamente US$255 milhões).

A notícia de hoje confirmou os rumores sobre a venda da gravadora pertencente ao grupo Globo, bem como o interesse das principais gravadoras.

Segundo o Music Business Worldwide, com a aquisição, a Sony Music espera que a gravadora, que também atua como editora e distribuidora, se torne um “novo centro criativo autônomo dentro da Sony Music” e “continuará a assinar, desenvolver e comercializar sua própria lista de talentos e fornecer uma ampla gama de selos e ofertas de serviços diversificados para a comunidade musical brasileira”.

Será uma construção de um relacionamento de longa data entre a Som Livre e a The Orchard, a distribuidora de música independente da Sony Music.

O portal confirmou ainda que Marcelo Soares permanecerá como CEO da Som Livre após a  finalização do processo de compra.

A Som livre é a casa dos artistas mais populares do Brasil atualmente, como Marilia Mendonça [*foto] (cujo canal no YouTube acumulou mais de 13 bilhões de visualizações), além de Jorge & Mateus, Wesley Safadão e Lexa.

Rob Stringer, presidente do Sony Music Group disse: “O Brasil é um dos mercados musicais em crescimento mais dinâmicos e competitivos do mundo e ofereceremos grandes oportunidades para criadores por meio de nossa visão compartilhada.”

Afo Verde, Presidente e CEO da Sony Music Latin Iberia disse, “A Som Livre é a casa de alguns dos mais criativos artistas brasileiros e tem um histórico de uma década de desenvolvimento de música em uma linguagem local importante. Ambos acreditamos em estratégias amigáveis ​​ao artista e, coletivamente, forneceremos uma abordagem inovadora para o mercado brasileiro e toda a região latina. ”

Jorge Nóbrega, CEO da Globo disse: “Queríamos ter certeza de que esse negócio preservaria tudo o que a Som Livre representa para o povo brasileiro. Desde o início das palestras percebemos um alto nível de profissionalismo, interesse e respeito por parte da Sony Music que a tornou uma combinação perfeita para a Som Livre. Desejo à Sony Music e à Som Livre muitos mais anos de sucesso.”

*Foto – Marília Mendonça – Divulgação

Leia na origem

LUAN SANTANA QUER ESCREVER NOVA HISTÓRIA COM FÃS AO ASSINAR COM SONY MUSIC

Matéria de splash_uol @UOL

O cantor Luan Santana assinou com a Sony Music. O sertanejo espera que a parceria o ajude a mostrar sua música para o mundo.

Na última semana, o cantor sertanejo Luan Santana anunciou que agora faz parte do time da  Sony Music, uma das maiores gravadoras do Brasil.

De acordo com o Splash, a decisão de assinar com a gravadora veio após ler uma crítica construtiva de um especialista musical, que o chamou de “hors-concours”, termo usado para artistas que não precisam participar de concursos por estarem muito além dos competidores. Desta forma, Luan Santana quer fazer jus ao título e assinar com a Sony Music é um grande passo.

“Quero escrever esta nova história com os meus fãs e conquistar o mundo que, junto com a Sony, vai me ajudar a mostrar a música e o romantismo do Brasil”, comemorou o artista.

O cantor continuou: “Adele, Alicia Keys, Britney Spears, Beyoncé, Roberto Carlos, meu Rei, estou chegando para o time de vocês! Sony Music, vamos gravitar e levar a música do Brasil para o mundo!”

Durante a reunião par assinar o contrato, o Presidente da Sony Music Brasil, Paulo Junqueiro também celebrou a parceria: “É um privilégio e uma grande alegria poder ter Luan na família Sony, que vai ficar mais rica com a sua chegada. Obrigado, Luan, pela confiança!”.

 

Foto: Divulgação

Leia na origem

TikTok renova acordo a Sony Music

Acordo com o Tiktok trará maior remuneração e destaque para artistas da gravadora nos EUA.

Nesta segunda-feira, a Bloomberg publicou que a TikTok renovou seu acordo de licenciamento com a Sony Music. De acordo com o portal, o novo acordo prevê o uso de músicas, maiores valores de remuneração, e maior destaque para os artistas da gravadora no aplicativo que é o favorito da galera jovem.

O acordo tem sido negociado há meses, um período marcado principalmente pela ameaça do presidente Donald Trump de banir o aplicativo nos EUA. Na sexta-feira, um juiz federal da Pensilvânia bloqueou uma ação do governo americano que fazia uma série de restrições sobre o uso do TikTok no país.

Mesmo durante as tensões, o acordo com a Sony Music, só mostra que o mercado musical confia no aplicativo, que se tornou vital para os negócios da música.

Recentemente, o TikTok tem impulsionado a popularidade de artistas da Sony Music, como “Break My Stride” de Matthew Wilder,  “Say So” de Doja Cat e “Mood” de 24kGoldn.

“Se você pensar sobre o número de artistas que explodiram no TikTok nos últimos 12 meses para a Sony, é uma lista muito grande”, disse Obermann, chefe de música global da TikTok, que tem se destacado muito por realizar novas parcerias com gravadoras e artistas.

 

Foto: Reprodução

Leia na origem

Sony anuncia encerramento de suas atividades no Brasil

Matéria de Exame

A japonesa Sony anunciou que até 2021 pretende encerrar suas atividades de fabricação e venda de televisores, equipamentos de audio e câmeras fotográfica. Outras marcas como a Sony Pictures e Sony Music continuarão suas atividades.

A Sony anunciou nesta terça-feira (15) que está encerrando o funcionamento de sua fábrica em Manaus, a única em território Brasileiro.

De acordo com a Exame, a intenção da empresa japonesa é encerrar todas as suas operações até 2021 no país. Assim, a empresa deixará de vender televisores, equipamentos de áudio, câmeras fotográficas. Entretanto, somente o Playstation, que inclusive hoje está ganhando uma nova versão hoje com lançamento do novo Playstation 5, continuará sendo comercializado no Brasil.

Outras empresas ligada à Sony, como a Sony Pictures e Sony Music continuarão funcionando conforme informado em um comunicado ao portal: “Nós decidimos fechar a fábrica em Manaus ao final de março de 2021 e interromper, em meados de 2021, as vendas de produtos de consumo pela Sony Brasil, tais como TV, áudio e câmeras, considerando o ambiente recente de mercado e a tendência esperada para os negócios”.

Ainda segundo o portal, uma circular foi enviado para os varejistas informando que  a empresa estará disponível para “fornecer serviços de suporte técnico e garantia dos produtos comercializados”.

 

Foto: Anadolu Agency/Getty Images

Leia na origem

SONY MUSIC ROMPE COM NEGO DO BOREL

Matéria de Extra Online

Após polêmicas e problemas de relacionamento com a equipe, a Sony Music rompeu o contrato com o funkeiro Nego do Borel.

Nego do Borel não pertence mais à Sony Music. De acordo com o portal Extra, o funkeiro  estava na gravadora há quatro anos e foi o próprio presidente do grupo, Paulo Junqueiro, quem realizou sua demissão.

Segundo fontes do portal, o clima entre a equipe que acompanhava Nego enfrentava problemas, já que o artista não queria fazer o que era proposto.

Os números do artista também se tornaram uma questão para o rompimento de contrato, uma vez que o desempenho só era bom quando parcerias eram envolvidas nas músicas:

“Existia um problema também que era ligado aos feats. As músicas só pegavam quando tinha outra pessoa famosa envolvida. A exceção foi ‘Me solta’”, conta uma das fontes do mercado ao portal.

Vale lembrar que “Me solta” é um funk produzido pelo DJ Rennan da Penha, que acabou de assinar com a Sony um contrato de cinco anos até 2024.

O contrato de Nego foi assinado em agosto de 2015, onde incluía gravação de álbuns e DVDs. No entanto, um deles teve que ser adiado às pressas, pois em janeiro o cantor se envolveu em uma polêmica ao fazer comentários transfóbicos na rede social da transexual Luisa Marilac.

Um amigo do funkeiro revelou ao portal que ele também não estava satisfeito com o rumo de seu trabalho: “Ele reclamava de não ter autonomia para decidir repertório e queria trabalhar com novas pessoas. Agora, ele está empresariando também”.

A assessoria do cantor publicou uma nota sobre a rescisão: “O cantor Nego do Borel, através de sua assessoria de imprensa, confirma a rescisão de contrato com a gravadora Sony Music. A decisão pelo fim da parceria, que teve início em agosto de 2015, aconteceu em comum acordo entre as partes. O artista, que é um dos nomes do cenário no funk da atualidade, está muito feliz e grato a todos os trabalhos que foram feitos neste período, mas se prepara para novos desafios e em breve anunciará as novidades.

Foto: reprodução/instagram

Leia na origem

DJ Rennan da Penha assina contrato com a Sony Music

Matéria de Estadão

Conhecido por ser um dos idealizadores do funk 150bpm, o DJ Rennan da penha assinou com a Sony Music.

A Sony Music anunciou que o DJ Rennan da Penha agora faz parte de seu catálogo. O criador do Baile da Gaiola e um dos idealizadores do funk 150 bpm, gravará ainda em janeiro seu primeiro DVD.

“Ver minha música entrando em diferentes horizontes, tocando em outros países, eu nunca achei que isso ia acontecer na minha vida”, disse Rennan em um comunicadoem seu perfil no Instagram. “Sempre achei que eu ia ser só o Rennan do complexo da Penha e que minhas músicas fossem ficar apenas nas comunidades do Rio de Janeiro. Hoje estou muito feliz de estar aqui, de vocês poderem me auxiliar na minha carreira e a gente crescer cada vez mais. Muito obrigado. Vocês fazem parte do meu sonho que é ser um dos maiores DJs do Funk. E sempre sem esquecer a favela”, concluiu o DJ.

Rennan da Penha é conhecido por suas parcerias de sucesso, como nos singles Hoje Eu Vou Parar Na Gaiola e Brota Na Penha, com Livinho, com mais de 267 milhões de visualizações no YouTube. De acordo com o Estadão, a gravadora confirmou que dará suporte ao DJ para a produção de um show completo.

Vale lembrar que em abril, Rennan foi preso por associação ao tráfico de drogas, mesmo tendo sido inocentado em primeira instância. Após recurso do Ministério Público do Rio, o DJ  foi condenado em segunda instância. O caso ganhou grande repercussão nas redes sociais e entre artistas e defensores dos direitos humanos. Com o fim da prisão em segunda instância, o DJ foi solto em novembro.

 

Foto:  João Victor Portugal

Leia na origem

Filtr investe em game para engajar seguidores de suas playlists

Matéria de @meioemensagem

O Filtr, da Sony Music, quer engajar seus seguidores no Rock in Rio com ajuda da gamificação.

As marcas já estão se movimentando com a chegada do Rock in Rio em setembro. Desta vez, a plataforma de entretenimento da Sony Music, o Filtr, criou um programa de fidelidade para engajar os seguidores de suas playlists.

O Filtr Game é um programa de fidelização que através da gamificação dará vantagens aos seguidores das playlists do Filtr. A medida que os seguidores completem as missões diárias, moedas virtuais (Filtr Coins) podem ser acumuladas e trocadas por benefícios.

Nos benefícios do programa, os usuários poderão trocar as moedas por produtos ou benefícios na loja virtual ­ Filtr Store. Durante o evento, também será possível utilizar as moedas acumuladas para escolher músicas na Jukebox no palco Supernova (área da Sony Music no festival). Além disso há outras possibilidades como trocas por combos de bebidas, pins colecionáveis (badges virtuais que poderão ser retirados em suas versões físicas no local) e transfer de ida e volta para o festival.

Segundo o Meio & Mensagem, já está confirmado que outros produtos e benefícios serão incluídos no programa após o término do Rock in Rio 2019.

Atualmente, a Filtr possui mais de 16 milhões de seguidores em suas playlists nos serviços de streaming.

Leia na origem

©2022 MCT - Música, Copyright e Tecnologia.

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?