Big Publishers Feeling Cheated After Spotify’s Small Publisher Deal

Matéria de Digital Music News

Gravadoras independentes realizaram acordo milionário com o Spotify, porém as grandes gravadoras ficaram insatisfeitas com isso.

Em 2008 um grupo de gravadoras e compositores independentes entraram com uma ação judicial contra o Spotify alegando direitos sobre royalties que não foram remunerados. Somente agora um acordo foi realizado, no total de 40 milhões de dólares.

Antes disso, as principais editoras representadas pela National Music Publishers ‘Association (NMPA) também conseguiram um acordo, porém de menor valor, 30 milhões de dólares. O problema é que ao saberem do recente acordo, as grandes gravadoras se sentiram enganadas pelo Spotify, e alegaram que o valor acordado representa apenas uma fração do valor total dos direitos.

Em uma carta vazada do NMPA para seus editores de membros, a advogada Danielle M. Aguirre defende a liquidação dos US$ 30 milhões e diz que o valor do acordo com a NMPA aumentará com a acumulação de royalties adicionais ​​para os períodos após junho de 2016.

Leia na origem

SONGWRITERS CONTINUE TO BATTLE FOR FAIR PAY FROM MUSIC STREAMING SERVICES, ACCORDING TO MUSIC TECH EXECUTIVE

Em petição, a National Music Publishers’ Association (NMPA) em parceria com a Nashville Songwriters Association International (NSAI) tenta agir em nome da comunidade musical para tentar aumentar as taxas pagas aos artistas por serviços de streaming.

Com a decisão do U.S. Copyright Royalty Board (CRB) para determinar novas taxas para os próximos cinco anos, as organizações se uniram para conseguir taxas de royalties melhores e mais justas para todos os compositores e editores de música. O NMPA está pedindo ao CRB para “adotar uma estrutura que considere o valor inerente de uma canção, o valor que um assinante deve pagar para acessar essas músicas e a uma receita que os serviços digitais geram ao oferecer uma música”.

As organizações escreveram uma carta aberta às gigantes de tecnologia e plataformas de streaming e pediram aos compositores para assiná-la.

Em alguns pontos da carta as organizações pedem: “Como compositores, contamos com vocês para entregar nossa música para os fãs”. “Agradecemos as inovadoras plataformas que desenvolveram essa possibilidade. No entanto, devemos expressar nossa indignação com a forma como vocês estão desvalorizando nosso trabalho. Atualmente, vocês estão lutando para nos pagar o mínimo possível nos direitos autorais. Isso é alarmante, não só porque ameaça nossos meios de subsistência e capacidade de continuar nosso ofício, mas também porque nos diz que em vez de serem nossos parceiros de negócios, vocês escolheram ser nossos adversários.”

Mais de 4000 compositores assinaram a petição, incluindo Bruce Hornsby, Herb Alpert, Paula Cole e Desmond Child.

Leia na origem

©2020 MCT - Música, Copyright e Tecnologia.

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?