ERA 2016 figures: Music lags games & video in entertainment retail’s shift from ownership to subscription

Matéria de @MusicWeek

Relatório da ERA confirma que pela primeira vez o consumo de entretenimento em modelos de assinatura ultrapassou o dinheiro gasto com formatos físicos e downloads em 2016.

A Entertainment Retailers Association (ERA) publicou um relatório interessante sobre o consumo de entretenimento no Reino Unido. O “ERA’s Yearbook” revelou que gastos com Spotify, Netflix e Pokemon Go somaram £ 3,24 bilhões em 2016, 51,3% do total das despesas. Jogos e vídeos também tiveram grandes receitas graças aos modelos de assinatura.

Foi possível perceber com o relatório que apesar do “ataque digital” a venda de CD’s no formato físico continua resistente, enquanto o renascimento de vinil – com o seu elevado preço do produto – também desempenhou importante papel. No entanto, com relação aos serviços digitais, como Spotify e Apple Music, apesar do crescente crescimento de suas assinaturas, é preciso alcançar a popularidade de serviços como Netflix ou Amazon Prime que possuem ofertas mais abrangentes e conteúdo acessível.

A CEO da ERA, Kim Bayley, disse que apesar da influência do digital não devemos subestimar o carinho do público do Reino Unido para os formatos físicos, pois milhões de pessoas ainda consideram DVDs, CDs e discos de jogos de console como a melhor maneira de acessar entretenimento. Os discos são duráveis, convenientes e ainda são a melhor opção para presentear alguém.

 

Leia na origem

©2018 MCT - Música, Copyright e Tecnologia.

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?