LIVE NATION LAMENTA TRAGÉDIA EM SHOW DE TRAVIS SCOTT

Confusão durante show de Travis Scott, no Texas, gerou 8 mortes e 300 feridos. A Live Nation lamentou o ocorrido e disse estar cooperando com autoridades locais.

A Live Nation Entertainment emitiu um comunicado no fim de semana lamentando o corrido no show de Travis Scott em Houston, Texas. Na última sexta-feira (5) cerca de 50 mil pessoas se reuniram para participar do festival de música, porém o evento ficou marcado como uma tragédia, após o grande empurra-empurra para tentar chegar perto de Travis Scott, o que resultou na morte de oito fãs e 300 feridos.

Em declarações à CNN, o prefeito de Houston, Sylvester Turner, confirmou no domingo (7 de novembro) que uma investigação criminal está em andamento para descobrir as circunstâncias que levaram à tragédia.

A Live Nation acrescentou em sua declaração que “continuará trabalhando para fornecer o máximo de informações e assistência possível às autoridades locais enquanto investigam a situação”.

Além da investigação criminal que está sendo iniciada pelas autoridades de Houston, outras ações judiciais foram movidas contra o rapper, o promotor e o local.

O advogado que representa uma das vítimas, Thomas J. Henry, confirmou que foi movida uma ação contra Travis Scott, o rapper Drake (que se juntou a Scott no palco durante o ocorrido), Live Nation e NRG Stadium.

A Variety informou que Scott pretende reembolsar todos que compraram os ingressos do show, e cancelou uma apresentação ao vivo em Las Vegas agendada para o próximo fim de semana.

“Minhas orações vão para as famílias e todos aqueles que foram impactados pelo que aconteceu no Astroworld Festival. O Departamento de Polícia de Houston tem meu total apoio enquanto continua investigando a trágica perda de vidas”, declarou Scott em suas redes sociais.

“Estou comprometido em trabalhar junto com a comunidade de Houston para curar e apoiar as famílias necessitadas […] Obrigado ao Departamento de Polícia de Houston, Corpo de Bombeiros e NRG Park por sua resposta e apoio imediatos. Amo todos vocês.”, concluiu o artista.

 

Foto: reprodução

Leia na origem

Como o Foo Fighters Ganhou tanto Quanto Drake Este Ano.

Matéria de Forbes

Como o Foo Fighters conseguiu arrecadar tanto quanto Drake, que é o artista mais difundido do planeta? Hoje em dia, há inúmeras maneiras de faturar dinheiro na indústria da música. Saiba como foi a estratégia da banda de Dave Grohl.

Segundo o relatório da Nielsen, o rock já não é o ritmo mais popular nos EUA, entretanto, a banda Foo Fighters conquistou o 53º lugar na lista dos artistas mais bem pagos do mundo da Forbes, a banda arrecadou 47 milhões de dólares este ano. Surpreendente, Drake, o artista mais difundido no planeta também.

De acordo com o site da Forbes, os números arrecadados pela banda e pelo rapper indicam que há várias maneiras de se ganhar dinheiro no mundo da música hoje em dia. “Vivemos em um mundo onde os artistas não ganham dinheiro com a música como fizemos na Era de Ouro”, explicou o rapper The Weeknd que foi a capa da Forbes e esteve no ranking “Celebrity 100” do ano passado.

Drake é o músico mais popular do planeta no momento e sua estratégia está focada no streaming de música. No ano passado, ele superou recordes nas plataformas, registrando cerca de 6 bilhões de transmissões. Números dez vezes maiores do que o Foo Fighters. No quesito shows, o rapper apenas se apresentou 10 vezes em um ano.

A estratégia do Foo Fighters segue uma abordagem oposta. Embora o novo álbum da banda, “Concrete And Gold”, tenha chegado ao topo das paradas da Billboard, o disco não conseguiu obter a certificação de ouro em vendas. Todavia, a banda com seu extenso catálogo realizou 71 shows em um ano.

Ainda não se sabe se Drake pode ou não lotar um estádio. Mas com certeza o Foo Fighters, já provou que pode ocupar quadras e inúmeros estádios. Grohl, que desfila com sua calça jeans preta e camiseta, uivando em uma voz esfumaçada que envelhece como um bom uísque, sabe disso.

Leia na origem

NIELSEN: STREAMS DE MÚSICA CRESCERAM 118BN NO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2018 NOS EUA – O MAIOR SALTO NA HISTÓRIA

Nessa semana a Nielsen publicou seu relatório sobre o mercado musical nos EUA. Nos últimos seis meses a quantidade de música transmitida cresceu como nunca!

De acordo com o novo relatório de meio de ano  da Nielsen, ‘Nielsen Music’, sobre o mercado da música dos EUA, houve um total de 403,4 bilhões de fluxos de música, um aumento de 41,6%.

Desse número, 268,2 bilhões de transmissões foram em plataformas de áudio (+ 45,4%) e 135,2 bilhões em plataformas de vídeo (+ 34,7%).

Segundo o site MBW, os resultados são positivos para uma indústria cujas recentes palavras de ordem eram de “frágil”, “cautelosa” e “conservadora” com relação a projeção do crescimento no streaming.

Com relação a streaming de vídeos, houve um aumento. No entanto, apenas de 34,8 bilhões, menor do que em 2015, quando o salto ano-a-ano ficou em 40 bilhões.

Vale lembrar que a Nielsen não diferencia fluxos pagos e financiados por anúncios, por isso é difícil prever o impacto nos números de receita do setor.

Com relação as vendas físicas, mesmo com o crescimento das vendas de discos de vinil (19,2%,  7,6 milhões) houve uma queda de 14,6%.

As vendas de faixas digitais continuaram a cair (27,4%, 223,1 milhões) e o volume de vendas de álbuns digitais também sofreu uma queda de 21,7% (27,5 milhões).

O artista que mais se destacou até agora foi o Post Malone (na foto, principal) que acumulou um consumo equivalente a 2,625 milhões de álbuns no período, 324 mil vendas de álbuns, 2,03 milhões de downloads de faixas e 3,146 bilhões de transmissões de áudio.

Entretanto quem dominou mesmo foi Drake, o megastar canadense, com novo álbum ‘Scorpion’ quebrou todos os recordes de streaming no dia de sua data de lançamento (29 de junho), registrou 3.304 bilhões de fluxos de áudio “on demand” no primeiro semestre de 2018.

Em terceiro lugar ficou XXXTentacion, que faleceu recentemente, seguido de Migos e J Cole. Todos os Top 5 (Drake, Post Malone, XXXTentacion e J Cole) quebraram vários recordes de no índice de contagem de streamings do Spotify.

Leia na origem

Propaganda “onipresente” de novo álbum de Drake no Spotify irrita assinantes

Matéria de UOLEntrete @UOL

O Spotify decidiu colocar a foto de Drake em todas as suas playlists para divulgar seu novo álbum e agora usuários querem reembolso pela propaganda excessiva.

O Rapper Drake está agitando o mundo da música desde o lançamento de seu novo álbum ‘Scorpion’ na quinta-feira (29) quebrando todos os recordes de reprodução nos serviços de streaming, mas a campanha de divulgação está irritando alguns usuários do Spotify.

O Spotify foi um grande aliado na campanha de divulgação do novo álbum de Drake. Para impulsionar as reproduções das músicas, a plataforma estampou o rosto do rapper em todas as suas playlists, até nas que não estavam relacionadas ao artista.

A campanha não agradou alguns usuários do serviço. Segundo o portal Uol, os assinantes chegaram a reclamar que esse tipo de campanha de divulgação não deve ser realizada em contas pagas, já que nesse tipo de plano as propagandas são excluídas.

Um usuário no fórum “Reditt” publicou que conseguiu um reembolso em sua mensalidade do Spotify após reclamar do abuso de propaganda através do atendimento ao consumidor. Em seguida, vários outros assinantes começaram a reclamar igualmente.

Por enquanto, o Spotify não confirmou se a ação para a promoção do álbum de Dake infringe sua política de contas pagas.

Leia na origem

Drake quebra recordes no streaming com o novo álbum ‘Scorpion’

Matéria de G1

Drake fez história novamente! Seu novo álbum foi ouvido 132 milhões de vezes nos serviços de streaming, logo no primeiro dia do lançamento, batendo todos os recordes.

Neste domingo o rapper Drake fez história novamente no mundo da música. Seu novo álbum ‘Scorpion’ bateu os recordes de reprodução nos maiores serviços de streaming: Apple Music e Spotify.

Segundo a Apple Music o novo álbum de Drake, que foi lançado na sexta-feira (29), quebrou o recorde e foi ouvido 170 milhões de vezes em 24 horas. Além de ser promovido intensamente na plataforma, o álbum só foi lançado após duas horas na concorrente, Spotify.

No serviço de streaming de Daniel Ek, os usuários executaram no primeiro dia as 25 canções do álbum mais de 132 milhões de vezes, informou o site “Spotifycharts”.

O recorde anterior, de 79 milhões de reproduções no Spotify, pertencia ao álbum “Beerbongs and Bentleys” do rapper Post Malone, lançado em abril.

Leia na origem

Drake Beats Lawsuit Over Sampling With Winning ‘Fair Use’ Argument

Matéria de Billboard

Com ajuda de editoras e gravadoras, Drake ganhou a causa onde foi acusado de violação de direitos autorais na música de “Pound Cake/Paris Morton Music 2”.

Em sua música, Drake, usou as palavras do músico de Jazz, Jimmy Smith. Enquanto na versão de Smith ele fala que somente o Jazz é a única música verdadeira que durará, Drake vai além e corta a palavra “Jazz”, ficando “Somente a música verdadeira durará”.

O juiz entendeu que Drake criou algo novo e modificou a mensagem que o autor original expressou. Entenda os detalhes da decisão no site da Billboard.

Leia na origem

DRAKE’S MORE LIFE TOPS 250M STREAMS ACROSS APPLE MUSIC AND SPOTIFY IN TWO-AND-A-HALF DAYS

O rapper Drake realmente está com tudo. Foi estimado que seu novo álbum “More life” já arrecadou 3 milhões de dólares com 600m de streamings e isso é só o começo!

Ele oficialmente ultrapassou o recorde de Ed Sheeran em streaming, registrando 76,355,041. O conjunto totalizou 61.302.082 fluxos nas 24 horas, superando os 56.727.861 streams do álbum “Divide” de Ed Sheera  (que tem 16 faixas) contabilizado em 3 de março. Drake também foi o maior artista no Spotify ontem com 62.5m de streamings, mais que o dobro de  Sheeran.

No início desta semana, o Spotify disse que a música de Drake foi transmitida mais de 10 bilhões de vezes na sua plataforma. Ele é o primeiro artista na história a alcançar o marco e espera-se que o desempenho só aumente após a primeira semana de “More Life” e além. Na notícia, mais detalhes sobre a performance de Drake.

Leia na origem

DRAKE HAS GENERATED MORE THAN $50M ON SPOTIFY

O Spotify anunciou que o rapper Drake alcançou mais de 10 bilhões em streaming de suas músicas, sendo o primeiro na história a alcançar o marco.

A taxa de “pay-per-stream” média publicada anteriormente pelo Spotify é de US $ 0,007. Isso equivale a mais de US $ 70 milhões arrecadados para Drake e seus parceiros comerciais de música, incluindo Young Money / Cash Money / Republic Records. No entanto, esse valor de pagamento foi anunciado pela Spotify há mais de três anos e, desde então, foi removido do site Spotify Artists.

Os especialistas da indústria disseram ao site MBW que uma taxa mais realística no Spotify hoje seria de R $ 0,005 pagos em direitos de edição e de música gravada. Isso significaria que Drake tem gerado US $ 50 milhões no serviço atualmente.

Leia na origem

©2022 MCT - Música, Copyright e Tecnologia.

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?