A Netflix é mais uma que tenta se desviar das lojas de aplicativos

Matéria de MarketWatch

Empresas de tecnologia como a Netflix e o Spotify estão realizando ações para incentivar os usuários a fazerem o registro e compra de seus aplicativos em suas próprias plataformas e sites para reduzir os custos com comissões na App Store e Google Play.

Pouca gente sabe, mas para ter um aplicativo na App Store ou no Google Play, a Apple e o Google cobram um valor de 30% como comissão. Um valor considerado alto e que acaba impactando no faturamento de qualquer empresa que está nas lojas de aplicativos.

Pensando nisso, a Netflix está criando novas formas para tentar fugir das comissões das lojas de aplicativos. Para incentivar seus usuários a se registrarem por outros meios, um site para dispositivos móveis do aplicativo foi criado. Além do cadastro, o usuário poderá definir os modos de pagamentos diretamente com a Netflix. Por enquanto, a medida está em fase de testes em vários países, menos nos EUA.

Não é de hoje que as empresas de tecnologia que possuem aplicativos nas plataformas da Apple e Google reclamam da “taxa” por visibilidade. Outra empresa que tem procurado fugir da dependência das lojas de aplicativos é o Spotify.

O Spotify não permite que novos usuários se registrem na loja de aplicativos da Apple, embora o aplicativo em si ainda possa ser baixado por lá. A empresa tem se pronunciado sobre o assunto e exigindo a criação de novas regulamentações.

Em 2015, o Spotify enviou e-mails para seus usuários incentivando o pagamento pelo Spotify.com e não pela App Store: “Se você trocar seus pagamentos para o Spotify.com, não haverá custos de transação e você economizará dinheiro”, informou o e-mail. Os e-mails também continham informações sobre como desligar a renovação automática no iTunes e fazer pagamentos através de seu próprio site, além de fornecer descontos nas assinaturas.

As empresas desenvolvedoras de games também estão aderindo a ideia e gerando novos modos de registros de usuários. A Epic Games lançará seu famoso jogo “Fortnite” em seu próprio site e o download só poderá ser feito nele.

“Tivemos discussões de portas fechadas com desenvolvedores de jogos que afirmam que a estrutura de comissões da Apple e do Google é injusta e que eles podem assumir um papel mais público ao empurrar de volta o modelo de negócios”, afirmaram analistas da Macquarie – empresa líder em consultoria financeira.

Ben Schachter, líder da Macquarie também afirmou que a resistência das empresas pode significar que o modelo de distribuição de aplicativos, como ditado pela Apple e pelo Google, precisa mudar.

Leia na origem

Apps ou Bots: o que realmente importa?

Apps ou chatbots? Qual tecnologia agrada mais os consumidores? Será que os bots conseguirão eliminar os aplicativos? Veja uma reflexão sobre as duas tecnologias que cada vez mais estão sendo discutidas e que prometem inovar a relação das marcas com os consumidores.

Enquanto uns apontam vários problemas dos apps como o preço elevado, demora no desenvolvimento , necessidade de download e declínio no uso, outros exaltam as vantagens dos chatbots que são baratos, “cross-platform”, “auto-updates”, etc.

“Tanto os apps quanto os bots podem ser valiosos e relevantes na vida prática das pessoas, já que propõem formas diferentes de interação com seus usuários”. Com as tecnologias em mãos cabe aos profissionais de marketing e empresas pensarem sobre qual será a melhor alternativa tecnológica “para potencializar a relação das marcas com seus usuários, clientes e consumidores”.

Leia na origem

Tecnologia, moda, saúde e games: veja empresas brasileiras no South by Southwest

Matéria de G1

Empreendedores do Brasil apresentaram no evento americano serviços de música, ‘uber dos médicos’, game violento, calcinhas e outros projetos.

Além de ser um dos festivais de música mais influente no mundo, o South by Southwest 2017 apresenta tendências tecnológicas em diversos como de tecnologia, moda, saúde e games. O Brasil levou seu time de 1.100 participantes.

Confira algumas novidades brasileiras como os aplicativos Sua Música, Superplayer, Doutor Já, ZeroFy, entre outros.

Leia na origem

©2018 MCT - Música, Copyright e Tecnologia.

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?