Um dos assuntos mais comentados nesta semana na indústria da música é a chegada do Spotify na Índia. O lançamento do serviço de streaming promete agitar ainda mais o mercado por lá. No entanto, vários desafios como o licenciamento de músicas com as Big 3 precisam ser enfrentados. O portal Music Business Worldwide conversou com vários profissionais da indústria da música para entender como o Spotify enfrentará todos os desafios.

De acordo com o portal Music Business Worldwide (MBW), a chegada do Spotify na Índia está prevista para maio de 2019. O portal conversou com vários profissionais da indústria da música, para descobrir informações importantes que devem impactar o lançamento e o sucesso do serviço de streaming no país.

Algumas fontes revelaram ao MBW que o serviço de streaming ainda não possui acordo de licenciamentos de músicas com as principais gravadoras, Universal, Sony Music e Warner para a India.

Até então, os acordos de licenciamento de músicas entre as gravadoras e o Spotify poderiam ser comprometidos, já que haviam muitos rumores afirmando que as gravadoras teriam a intenção de bloquear o serviço no país após o anúncio dos licenciamentos diretos entre o Spotify e artistas independentes. De acordo com as fontes do portal, essa já é uma questão resolvida e os licenciamentos já estão sendo negociados.

“Algumas pessoas aqui suspeitam que o Spotify vazou essas histórias sobre o seu próximo lançamento na Índia em uma tentativa de acelerar nossas negociações – mas estamos nos movendo no nosso próprio ritmo”, confirmou uma fonte não revelada de uma gravadora ao MBW.

O mercado de streaming de música da Índia é muito atrativo. De acordo com a IFPI, a população da Índia é de 1,3 bilhão de pessoas, sendo o 19º maior mercado de música gravada no ano passado, gerando US$130,7 milhões.

Enquanto as receitas de streaming de assinatura mais do que triplicaram na Índia em 2017, as receitas de streaming financiadas por anúncios caíram em relação ao ano anterior, 29,5% (para US $ 27,6 milhões).

“De todos os principais, a Sony tem mais influência na Índia, porque é grande em música de Bollywood”, revelou uma fonte ao MBW. “Para ganhar dinheiro com o streaming na Índia, você precisa atingir uma escala enorme. O Spotify corre o risco de ficar para trás e sabe disso melhor do que ninguém ”, acrescentou outra fonte.

“O lançamento Spotify na Índia é muito complexo por causa da variação dos dialetos regionais e da própria música. Em termos da variedade de gostos locais, mudar de uma região para outra na Índia pode ser como mudar de um país para outro na Europa. ”, explicou uma fonte em conversa com o MBW.

Segundo o MBW, se o Spotify for lançado na Índia em 2019, enfrentará uma concorrência acirrada, como o aplicativo de streaming de música indiana Saavn, que recentemente se uniu com a rival local JioMusic, um popular aplicativo de downloads e músicas.

Além disso, a Tencent Music Entertainment, serviço de streaming de música na China, investiu US$115 milhões em outro serviço indiano, o Gaana, que possui mais de 75 milhões de usuários. Serviços como a Apple Music, Amazon Music e Google Play já estão no país.

Um relatório da Deloitte prevê que os serviços de streaming de música na Índia atrairão cerca de 273 milhões de assinantes até 2020 no país.

Tags:

Leia na origem

©2018 MCT - Música, Copyright e Tecnologia.

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?