Matéria de Canaltech

Nessa semana o site Music Business Worldwide publicou uma denúncia contra o Spotify alegando que o serviço de streaming estaria “preenchendo” listas de reprodução populares com “artistas falsos”.

O MBW verificou que algumas listas de reprodução na plataforma possuem bandas ou artistas “sem perfil público, com poucas músicas, mas milhões de reproduções graças à estratégia da empresa de colocá-las em meio às suas playlists mais populares”. “A acusação perante a empresa é seríssima, visto que, caso o Spotify realmente esteja criando músicos “falsos” para benefício próprio, isso constituiria fraude”.

“Nós pagamos royalties – de composição e distribuição – por todas as faixas no Spotify, e por tudo o que colocamos em playlists. Nós não possuímos direitos [para canções], não somos uma gravadora, toda a nossa música é licenciada dos titulares dos direitos e nós pagamos eles – nós não pagamos a nós mesmos”, esclareceu o Spotify sobre as acusações.

Tags:

Leia na origem

©2018 MCT - Música, Copyright e Tecnologia.

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?