2017 Streaming Wars: Will Spotify, Apple Music or Amazon Dominate?

Matéria de Billboard

With new competitors and momentum, the sector led by Spotify and Apple Music is poised to change dramatically. BUT can it survive its biggest challenges?

Quem dominará o setor de streaming de música em 2017? Spotify, Apple Music ou Amazon? Nesta matéria do site da Billboard, veja uma análise dos desafios desses 3 gigantes para este ano e quem poderá sair na frente na corrida para conquistar os fãs de música.

Leia na origem

A Discole se baseia no engajamento de artistas e lojistas para vender música física

Matéria de Projeto Draft

Uma distribuidora de CDs e DVDs, em pleno 2017, que prospera apostando no amor à música física e no trabalho coletivo de todos os envolvidos? Isso mesmo.

A Discole é uma distribuidora coletiva de CD’s e DVD’s independentes que através da consignação em lojas e zero estoque, promove e incentiva o surgimento de novos artistas: “Pegamos pequenos lotes com os artistas e fazemos as reposições de acordo com a saída nas lojas”, diz o músico, jornalista e fundador da empresa, João Cavalcanti, de 36 anos.

“O nome é uma abreviação de Distribuidora Coletiva —, criada em 2014 por João Cavalcanti , a publicitária e produtora cultural Michelly Mury, 37, e os músicos Rafael Freire, 37, e Raphael Rabello, 36. O modelo todo do negócio é bastante artesanal, mão na massa. Os artistas chegam com o álbum pronto (como é comum no mercado de distribuidoras), passam por uma curadoria e, se aprovados, fecham um contrato de consignação com a distribuidora. ”

“A proposta tem sido bem-aceita pelos varejistas e, assim, os nomes de mais peso do catálogo — como Geraldo Azevedo, Casuarina e Clarice Falcão — puxam novos artistas, como Bruno Barreto e Aline Calixto”. “A Discole deve fechar 2016 com 4. 500 unidades vendidas, entre CDs e DVDs, e um faturamento de 80 mil reais”.

Confira a matéria completa em “Leia na origem”!

Leia na origem

Obama to Become a Spotify Executive After His Presidency Ends

Matéria de Digital Music News

He does have one of Spotify's most popular playlists. So what happens after January 20th? "I'm still waiting for my job at Spotify," Obama just joked.

Em um jantar diplomático, na Casa Branca, Barack Obama afirmou: “Eu ainda estou esperando meu emprego no Spotify!”.

Todos sabem quem o Presidente, que deixará a Casa Branca no dia 20, é apaixonado pela plataforma de streaming, tanto que possui várias playlists populares no Spotify e por isso brincou com o embaixador Mark Brzezinzki, da Suécia, país de origem do Spotify.

“Se o Donald Trump pode ser Presidente, Obama poderia tornar-se um executivo de Spotify.” Por que não?

Leia na origem

Noruega será primeiro país a extinguir rádios FM

Matéria de B9

A Noruega está oficialmente deixando o passado para trás. O governo divulgou que em breve vai desligar completamente as redes de sinal FM, tornando-se o pr

O governo da Noruega divulgou que em breve vai desligar completamente as redes de sinal FM, tornando-se o primeiro país a fazer isso. Tal medida deve começar já na próxima semana.

“A ação deve acontecer em favor da implementação de um sinal digital nomeado DAB, Digital Audio Broadcasting. As reações são controversas entre a população, principalmente porque a maioria dos carros ainda não possui a tecnologia necessária para receber esse tipo de sinal – muitos funcionam somente com a frequência FM.”

“A medida vai trazer economia de mais de US$23,5 milhões para os transmissores, além de um sinal mais limpo. A Noruega sofre nesse quesito devido ao número enorme de montanhas, fiordes, e também pelo grande espaçamento entre comunidades.”

 

Leia na origem

18 Tech Predictions for 2017

Matéria de Inc.com

Here’s what a handful of executives and analysts see in their crystal balls.

Nosso primeiro post do ano de 2017 é sobre as previsões tecnológicas para 2017.  Com certeza este ano trará muitas novidades como um maior uso de Inteligencia Artificial, novas formas de comprar e vender, e grandes investimentos em Startups voltadas para o setor musical. Quem poderia imaginar que tanta inovação estaria tão próxima de nós!

Veja o que especialistas podem nos dizer sobre o que virá de novidades na matéria do site “Inc”.

 

Leia na origem

Em nova Política de Privacidade, Spotify exige que usuários brasileiros renunciem ao direito de sigilo bancário [atualizado]

Matéria de B9

Se você é usuário do Spotify é bem provável que tenha recebido durante essa semana uma notificação de atualização dos Termos de Uso e Política de Privacida

O Spotify atualizou os Termos de Uso e Política de Privacidade e o que mais chamou atenção foi a renuncia do direito ao sigilo bancário do usuário da plataforma que agora terá acesso as informações de pagamento, como cartão de crédito ou conta PayPal.

O trecho destacado avisa: “CONCORDA QUE, AO ACEITAR ESSA POLÍTICA DE PRIVACIDADE, ONDE FOR APLICÁVEL E NA MEDIDA PERMITIDA PELA LEI APLICÁVEL, VOCÊ RENUNCIA EXPRESSAMENTE AOS SEUS DIREITOS PREVISTOS NESSAS LEIS DE SIGILO BANCÁRIO COM REFERÊNCIA AO SPOTIFY, A QUALQUER EMPRESA NO GRUPO SPOTIFY E A QUAISQUER PARCEIROS DE NEGÓCIOS E PRESTADORES DE SERVIÇOS CONFIÁVEIS, QUE PODERÃO ESTAR LOCALIZADOS FORA DO SEU PAÍS DE RESIDÊNCIA”

A notícia esclarece ao leitor alguns pontos como:

“Segundo o professor de Direito Digital da Universidade Mackenzie Renato Leite Monteiro, essa nova política de privacidade é um contrato e no Brasil um contrato não pode se sobrepor a uma lei ou retirar um direito do brasileiro. Outro ponto que ele levanta é que o contrato foi feito de forma unilateral, e o Marco Civil diz que o usuário tem que dar um consentimento expresso toda vez que os seus dados forem compartilhados com empresas. Caso o usuário não concorde com os novos termos ele tem 30 dias pra deixar de usar o serviço.”

“Em conversa com outros especialistas da área, eles apontam que a nova Política de Privacidade inclui o texto “ONDE FOR APLICÁVEL E NA MEDIDA PERMITIDA PELA LEI APLICÁVEL” o que em teoria permite que o Spotify tenha acesso aos dados somente sob ordem judicial, como já é estabelecido pela lei. O Spotify, no entanto, não se pronunciou até o momento.”

Leia na origem

Warner CEO Steve Cooper: 'We've grown market share more than any other major' –

MBW obtains triumphant internal memo from WMG big cheese

O CEO da Warner Music Group, Steve Cooper encaminhou um memorando interno com uma mensagem de fim de ano destacando o progresso da empresa em 2016.

Na mensagem, Cooper afirma que a quota de mercado global da WMG (em termos de receitas) cresceu este ano “mais do que qualquer outro grande”. “Nós crescemos nossa quota de mercado global com receitas maiores desde 2008 e tivemos o maior lucro na década!”. Leia a mensagem completa em “Leia na Origem”.

Leia na origem

©2019 MCT - Música, Copyright e Tecnologia.

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?