Selo cria movimento para empoderar negros no mercado musical

Para debater e incentivar a representatividade negra no mercado musical, um selo brasileiro criou o movimento #blackmusicbusiness, que inclui um podcast para manter o debate mesmo em tempos de pandemia.

O revistaraça.com publicou uma matéria sobre o selo e agência Mondé Musical. Através de várias ações, incluindo um podcast, o selo criou um movimento para debater e incentivar a representatividade negra no mercado musical.

Segundo o portal, o conceito do movimento #blackmusicbusiness teve início no ano passado, após uma parceria com uma empresa de sucos que visava provocar o mercado. A iniciativa se desdobrou até chegar na criação de um podcast e uma rede de divulgação de vagas de trabalho.

Desde março deste ano, o podcast recebe novos episódios, e vem trazendo visibilidade ao debate, mesmo em tempos de pandemia: “Quem são os artistas pretos que movimentam os bastidores do mercado musical? Que transitam pelos corredores das gravadoras? Pelas produtoras? Que cargos ocupam? Há um vácuo, um apagamento que precisava ser trazido à tona e este é o intuito” (Via revista Raça).

A convite da agregadora ONErpm, o CEO Gabriel Marinho, participou da live: “Mercado Musical pela Ótica Negra”, onde discutiu o conceito e exemplificou cases e modelos do #blackmusicbusiness.

Para Gabriel, o conceito é  “uma perspectiva que vai além de gêneros nichados. A ideia é de que nos dêem voz e ouvidos como um todo. Nāo só utilizar artistas negros para vender uma determinada playlist ou estilo, mas também para pensar. Seja numa ação de marketing, ou num planejamento estratégico, e ser remunerado por isso de forma justa”.

Para quem ainda não conhece, a Mondé Musical, desde 2011 atua no cenário independente brasileiro. É fundada e gerida por pessoas negras, sendo responsável por movimentar os backstages e escritórios cariocas. Em seu catálogo, há nomes como Rincon Sapiencia, Russo Passapusso (do Baiana System), e Dino d’Santiago – português de ascendência cabo-verdiana, parceiro musical da cantora pop Madonna.

Foto: Divulgação

Leia na origem

Brasileiros estão ouvindo mais podcasts na quarentena

Matéria de HuffPost Brasil

Pesquisa aponta o crescimento da preferência por ouvir podcasts durante a quarentena, principalmente os que abordam temas sobre relacionamentos.

A Deezer realizou mais uma pesquisa e desta vez, descobriu que os brasileiros estão ouvindo mais podcasts durante o período de quarentena.

De acordo com a pesquisa feita com mais de 10 mil pessoas em oito países (Via Huffpost Brasil), 43% dos brasileiros começaram a ouvir podcasts durante a quarentena.

Os podcasts sobre relacionamentos são os preferidos, tanto que a audiência do formato neste seguimento cresceu 145%.

Os dados revelaram que pessoas de vários países têm ouvido podcasts para lidar com a solidão. Segundo a pesquisa, 15% dos ouvintes nos EUA, 7% no Reino Unido e 5% na França afirmaram ouvir o formato para se sentirem menos sozinhas.

O mesmo tem acontecido com relação à música. No Brasil, 51% dos entrevistados disseram que estão ouvindo mais músicas para se sentirem bem durante a quarentena. 80% para melhorar o humor e 34% para não se sentirem sozinhos em casa.

As músicas românticas foram as mais ouvidas. Sendo que 49% dos homens e 38% das mulheres disseram ouvir o estilo musical. Com o Dia dos Namorados chegando, já podemos apostar que os números aumentarão ainda mais até lá!

 

Foto: NATALIE_ VIA GETTY IMAGES

 

 

#DicaMCT: Acompanhe todas as participações do Música, Copyright e Tecnologia em Lives durante a quarentena!

Leia na origem

Vivo anuncia parceria com o Spotify

Matéria de ISTOÉ DINHEIRO

É a primeira vez em que o Spotify fecha parceria com uma empresa de telefonia no Brasil

Nesta semana a Vivo anunciou uma parceria com o Spotify, para incluí-lo em um novo pacote de planos pós-pagos.

Segundo a Istoé Dinheiro, é a primeira vez que o serviço de streaming realiza parceria com uma empresa de telefonia no Brasil.

Assinantes do plano Vivo Selfie, receberão uma série de benefícios como Assinatura Premium do Spotify e outras plataformas, além dos serviços de internet.

“Estamos entusiasmados. Essa parceria trará o Spotify Premium aos assinantes da Vivo de uma maneira nova e conveniente”, disse Marc Hazan, vice-presidente de Parcerias Premium do Spotify.

Foto: Reprodução

 

#DicaMCT: Acompanhe todas as participações do Música, Copyright e Tecnologia em Lives durante a quarentena!

Leia na origem

SESC LANÇA EDITAL DE INCENTIVO A PRODUÇÃO CULTURAL EM TEMPOS DE PANDEMIA

Serão selecionados mais de 400 projetos culturais e educativos, incluindo podcasts, que serão transmitidos na plataforma do Sesc e redes sociais. Saiba como inscrever o seu projeto.

O Sesc lançou um edital de R$587 mil para incentivar a produção artística durante a pandemia. Segundo o Sesc Cultura ConVIDA, serão selecionadas mais de 400 propostas culturais nas áreas da arte educação, artes cênicas, artes visuais, audiovisual, biblioteca/literatura, música e patrimônio cultural que serão transmitidas através de sua plataforma online e redes sociais da instituição.

As inscrições estão abertas até o dia 7 de junho. Para se inscrever, o candidato deve seguir as normas do EDITAL e preencher o formulário online.

A iniciativa pretende criar oportunidade à classe artística, afetada pelos cancelamentos de eventos perante a pandemia do novo coronavírus.

 

Foto: Divulgação

#DicaMCT: FastForward Podcast: O Streaming na Pandemia e Projeções Para o Futuro . OUÇA AQUI!

Leia na origem

MIDEM anuncia programação completa de sua primeira versão no digital

Saiba como se inscrever gratuitamente no Midem deste ano e veja programação completa.

A conferência francesa Midem divulgou sua programação completa para este ano. Perante a pandemia do coronavírus, a conferência francesa precisou se reconstruir para ser realizada completamente no digital.

Seguindo a tradição, os painéis da ‘Midem Digital Edition’ abrangerão uma ampla variedade de tópicos, desde streaming a sincronização, mercados internacionais e discussões sobre a pandemia de coronvírus, e como ela está moldando a indústria do entretenimento.

O Midem Digital Edition acontecerá entre os dias 2 a 5 de junho. Além dos painéis, haverá  um espaço que possibilitará o networking com os palestrantes.

As inscrições já estão abertas, e interessados podem se inscrever gratuitamente aqui.

Aqui estão alguns dos destaques na programação que separamos para nossos leitores:

  • “Ícones globais de hip-hop em conversação: T.I. & Desagradável C”
  • “Uma conversa com Akon”
  • “Negócios (não) habituais”, com o presidente e CEO da D-Nice e SoundExchange, Michael Huppe
  • “Tuma Basa e Thabiso Khati”, do YouTube compartilham sua visão sobre o fenômeno da globalização do hip-hop africano
  • “Moldando o futuro da indústria da música: Believe”, CEO Denis Ladegaillerie
  • “Rompendo nos EUA: nos bastidores com a estrela mundial do K-Pop Ailee”
  • “O novo normal”: Willard Adhriz (Kobalt)
  • “Kenny Meiselas”: lições do advogado de The Weeknd e Lady Gaga
  • “Discurso oficial”: Franck Riester, Ministro da Cultura da França

Foto: Divulgação

#DicaMCT: FastForward Podcast: O Streaming na Pandemia e Projeções Para o Futuro . OUÇA AQUI!

Leia na origem

Câmara aprova projeto para repassar R$3 Bi ao setor cultural durante a crise do coronavírus

Matéria de G1

O dinheiro será repassado ao setor cultural através de medidas como o pagamento emergencial de três parcelas de RS600 aos profissionais informais, atividades artísticas e culturais que possam ser transmitidas pela internet e ainda linhas de crédito.

Nesta terça-feira (26) a Câmara dos Deputados aprovou um projeto de lei para beneficiar o setor cultural perante a crise do coronavírus.

O projeto deve repassar R$3 bilhões ao setor através de medidas como o pagamento emergencial de três parcelas de RS600 aos profissionais informais, atividades artísticas e culturais que possam ser transmitidas pela internet e ainda linhas de crédito (Via G1).

Aprovado pela Câmara, o texto deverá ser aprovado pelo Senado. O dinheiro do projeto será repassado aos estados, Distrito federal e municípios, que deverão implementar várias políticas como:

– O pagamento de três parcelas de R$ 600 aos trabalhadores do setor ( artistas, produtores, técnicos, curadores, oficineiros e professores de escolas de arte);

-destinação de subsídios mensais (no valor mínimo de R$3 mil e máximo de R$ 10 mil) para manutenção de espaços artísticos e culturais e de micro e pequenas empresas culturais que tiveram as suas atividades interrompidas em razão das medidas de distanciamento social;

– realização de atividades artísticas e culturais que possam ser transmitidas pela internet ou por redes sociais.

Como parte do projeto, bancos federais podem disponibilizar linhas de crédito e condições de renegociação de débitos para trabalhadores do setor cultural ou a micro e pequenas empresas que visam fomentar atividades e aquisição de equipamentos.

A deputada e relatora do projeto Jandira Feghali (PCdoB-RJ), propôs que a lei fosse batizada de “Lei Aldir Blanc”, em homenagem ao compositor, que morreu vítima do novo coronavírus.

“Esta lei foi apelidada por todo o Brasil de Lei de Emergência Cultural. Muitos artistas faleceram neste período da pandemia como Dona Neném da Portela, Rubem Fonseca, Flávio Migliaccio, Moraes Moreira, mas um deles deve dar nome a esta lei pela obra que deixa ao Brasil e por ter sido vitimado pela covid-19, e tenho certeza honrará muito a todas e todos nós. Por isto, quero propor ao Parlamento e à sociedade que chamemos esta lei de Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc”, disse Jandira.

 

#DicaMCT: FastForward Podcast: As Novas Fronteiras Para Games e Música. OUÇA AQUI!

Leia na origem

Funcionários usam jogo online para fazer reuniões durante a quarentena

Matéria de Jovem Nerd

Skype e Zoom ficaram pra trás, é muito mais produtivo falar sobre projetos de trabalho ao redor de uma fogueira no Red Dead Redemption 2. Saiba como isso aconteceu.

Funcionários de uma empresa acharam uma maneira de descontrair durante a quarentena, com reuniões de trabalho no jogo Red Dead Redemption.

O caso foi descoberto no Twitter da usuária Viviane Schwarz. Ela relatou como as reuniões estavam sendo mais produtivas no jogo (Via Jovem Nerd).

Viviane postou que seus colegas de trabalho estavam casados de usarem os tradicionais apps para videoconferências como Zoom e Skype. No Red Dead, as reuniões eram bem melhores, já que era só escolher um ponto isolado no mapa e montar uma fogueira para conversarem no chat de voz do jogo.

“Zoom é péssimo. Em vez de usar ele, nós começamos a fazer nossas reuniões em Red Dead Redemption. É muito bom sentar em uma fogueira e discutir projetos, com os lobos uivando à noite”, publicou Viviane.

Para quem ficou animado em experimentar a ideia, Viviane alertou que há algumas situações adversas no jogo, como alguém acabar atirando no personagem do colega sem querer, mas tudo acaba sendo divertido.

“Um dos maiores problemas é que a fogueira não tem espaço o suficiente para todo mundo, e o botão de sentar no chão é o mesmo de estrangular alguém que está próximo. Mesmo assim, ainda é melhor que Zoom”, contou.

“Uma das vantagens é que, quando todos concordam que a reunião já acabou, você pode simplesmente subir no seu cavalo e cometer algum crime ou impedir um, o que é muito menos estranho do que todos sorrindo e acenando para a câmera enquanto tentam fechar a página”, explicou a jogadora.

 

#DicaMCT: FastForward Podcast: As Novas Fronteiras Para Games e Música. OUÇA AQUI!

Leia na origem

Zezé di Camargo e Luciano confirmam Covid-19 após live

Matéria de Metrópoles

A dupla sertaneja Zezé di Camargo e Luciano confirmou positivo para Covid-19. Contaminação aconteceu durante ensaio para live.

Neste domingo recebemos a notícia de que Zezé di Camargo e Luciano estão com Covid-19. A confirmação aconteceu após a Live da dupla.

Segundo o portal Metropolis.com, a dupla teria se contaminado durante os ensaios para a live. Fontes afirmaram que o gerente do estúdio estava contaminado e não avisou os músicos.

A imprudência deixou o baixista e diretor da banda internado, em estado grave na UTI do hospital Metropolitano de São Paulo.

Zezé di Camargo está dando total assistencial ao músico, que possui 65 anos e ainda está se recuperando de um tratamento de câncer.

 

Foto: Reprodução

 

#DicaMCT: FastForward Podcast: As Novas Fronteiras Para Games e Música. OUÇA AQUI!

Leia na origem

ByteDance, Dona do TikTok, se torna a startup mais valiosa do mundo e alcança valor de US$100 bi

Matéria de Exame

Fontes da Bloomberg afirmam que o TikTok é o maior ativo da ByteDance, empresa que está prestes a ter o maior valor de mercado privado na última década.

A agência Bloomberg anunciou nesta semana que a chinesa ByteDance, dona do Tik Tok alcançou o valor de US$100 bilhões em valor de mercado.

Segundo informações da Bloomberg, fontes no mercado privado estão afirmando que o valor de mercado da empresa pode ter subido mais de 33% após vendas de ações recentes (Via Exame).

As fontes também revelaram à agência que a empresa atualmente está avaliada em algo em torno de 105 a 110 bilhões de dólares. Uma das fontes chegou a afirmar que a ByteDance chegou a ser negociada a 140 bilhões de dólares.

Se esses valores forem comprovados, a ByteDance irá se tornar uma das empresas com maior valor de mercado privado na última década.

Desde 2018, a ByteDance já havia conquistado a primeira posição das startups mais valiosas no mundo, quando a CB Insights calculou que a empresa valia 75 bilhões de dólares na época.

De acordo com a Exame, grande parte do sucesso da ByteDance vem do TikTok, maior ativo da empresa e que hoje possui mais de 800 milhões de usuários ativos. Com a pandemia do coronavírus, o app que ganhou a preferência do público jovem, tem sido cada vez mais utilizado. Movimento que animou grande parte dos investidores.

A empresa especializada em métricas digitais, Comscore, informou que em 2019, o número de usuários únicos usando o app, nos Estados Unidos, foi de 27 milhões em outubro. Com  pandemia, este número saltou para 52,2 milhões de pessoas em março de 2020, uma alta de 94%.

 

foto: Mateusz Slodkowski/SOPA ImagesLightRocket/Getty Images

Leia na origem

©2020 MCT - Música, Copyright e Tecnologia.

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?