Matéria de MIDiA Research

De acordo com o novo relatório da Midia Research sobre a participação de mercado dos serviços de estreaming de música no primeiro semestre de 2018, o Spotify está na frente com 36% de participação enquanto a Apple Music possui 19%. Veja a análise completa de Mark Mulligan.

Nesta quinta-feira, Mark Mulligan, um dos maiores analistas sobre a indústria da música publicou o novo relatório da Midia Research sobre a participação de mercado dos serviços de streaming no primeiro semestre de 2018.

No primeiro semestre de 2018, o relatório da Midia Research indicou que houve um crescimento de 16% no número de assinantes nos serviços de streaming representando 229,5 milhões. Em comparação com o ano anterior, a base global de assinantes aumentou 38% (62,8 milhões de usuários). “Isso representa um crescimento forte e sustentado, em vez de fortemente acelerado”, afirmou Mulligan.

Segundo o relatório da Midia Research, o crescimento de assinantes permanece no ponto médio de crescimento e a tendência é que permaneça até 2019, onde serão explorados mercados desenvolvidos e posteriormente, o crescimento será impulsionado por mercados de streaming de médio porte, como Japão, Alemanha, Brasil, México e Rússia. De acordo com Mulligan, esses mercados têm o potencial de gerar um forte crescimento de assinantes, mas, no caso dos três últimos, exigirão uma busca agressiva por produtos de nível intermediário – incluindo pacotes de pré-pagamento de preço reduzido, como vistos no Brasil.

Caso os serviços de streaming não optarem por seguir essa abordagem, o mercado será restringido às elites urbanas que possuem acesso a cartões de crédito e por consequência a Receita média por usuário (ARPU) será menor. Ou seja, a receita deve crescer de forma mais lenta que a quantidade de assinantes em meados de 2019.

Spotify: o serviço manteve uma participação de mercado global de 36%, o mesmo que no quarto trimestre de 2017, com 83 milhões de assinantes. Além disso, conquistou mais assinantes do que qualquer outro serviço no primeiro semestre de 2018.

Apple Music: A Apple adicionou dois pontos de participação de mercado, 19%, e aumentou três pontos ano a ano, com 43,5 milhões de assinantes. A Apple Music acrescentou o segundo maior número de assinantes – 9,2 milhões, sendo os EUA o principal mercado em crescimento.

Amazon: A Amazon adicionou pouco menos de meio ponto de participação de mercado, estável em 12%, devido ao seu plano Unlimited. Foram 3,3 milhões de usuários novos pagantes, atingindo 9,5 milhões no segundo semestre de 2018. No total, a Amazon tinha 27,9 milhões de assinantes no final do período.

Enquanto isso, no Japão, o Line Music atingiu mais de um milhão de assinantes. Na Coréia do Sul, o MelOn teve uma queda no primeiro trimestre, mas se recuperou no segundo trimestre. Em outros lugares, o Pandora teve um sólido período de seis meses, adicionando 0,5 milhão de assinantes, enquanto o Google se destacou globalmente.

Tags:

Leia na origem

©2018 MCT - Música, Copyright e Tecnologia.

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?