Matéria de VEJA SÃO PAULO

O Blue Note, famoso clube de jazz de NY, que já recebeu artistas consagrados como Sarah Vaughan, Ray Charles e The Modern Jazz, terá uma filial em São Paulo com investimento estimado em 3,2 milhões de reais.

Na semana passada o portal Veja São Paulo anunciou que o famoso clube de jazz de NY, o Blue Note abrirá uma filial no Conjunto Nacional.

Com investimento estimado em 3,2 milhões de reais, a abertura do Blue Note está prevista para dezembro deste ano e ocupará um salão de 800 metros quadrados. A abertura está prevista para o fim de dezembro. Sua estrutura será no mesmo padrão que o clube original com qualidade de som e ambiente em luz azul.

“A ideia é oferecer proximidade com o músico, como se o show fosse na sala de casa”, informou o portal.

O novo negócio terá como responsáveis o argentino radicado em São Paulo Facundo Guerra e o suíço criado no Rio de Janeiro Luiz Calainho. Ambos possuem vasta experiência no setor.

Guerra ajudou na revitalização da Rua Augusta e criou a balada Vegas, além de ser proprietário de outras boates como Lions e Yatch, os bares Riviera, Volt, PanAm e Z Carniceria e a casa de shows Cine Joia.

Calainho, já foi vice-presidente da Sony Music e atualmente possui uma produtora musical, uma feira de arte contemporânea e o Teatro Riachuelo. Calainho também foi o responsável por trazer o Blue Note para o Rio. Mesmo sofrendo com a crise financeira, o empresário afirmou que o problema está sendo resolvido.

O Blue Note surgiu em 1981, no bairro de Greenwich Village, nos EUA, recebendo artistas consagrados como Dizzy Gillespie, Sarah Vaughan, Ray Charles e The Modern Jazz. Hoje é uma referência no mundo todo com filiais na China, no Japão, Itália e Brasil.

Tags:

Leia na origem

©2018 MCT - Música, Copyright e Tecnologia.

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?