Matéria de Digital Music News

IFPI realiza estudo sobre o novo jeito de fazer downloads ilegais.

Estudos afirmam que 20% dos americanos já fizeram download de músicas ilegalmente e a ameaça de punição das leis antipirataria não tem efeito de conter downloads ilegais. Agora, mesmo com o streaming ajudando a reduzir as taxas de downloads de músicas e vídeos ilegais, surge um novo jeito de praticar pirataria: o “ripping” do stream.

Encomendado pela IFPI, um estudo afirmou que houve um aumento de downloads de músicas através de ferramentas que extraem músicas das plataformas.  Agora que existem músicas disponíveis no YouTube e nas plataformas semelhantes, basta uma pequena ferramenta para “rasgar” e salvar a música que você está procurando. Na verdade, ao “ripar” um stream, os usuários encontram uma maneira mais limpa de piratear, mas o processo continua sendo ilegal.

Tags:

Leia na origem

©2019 MCT - Música, Copyright e Tecnologia.

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?