Matéria de VEJA

Uma super produção para homenagear Renato Russo estava prevista para ser lançada no Globoplay. Tudo teve que ser cancelado, pois faltou o principal: a autorização do uso de imagens e músicas pela empresa que detém os direitos do artista. Contamos tudo o que aconteceu no mct.mus.br

Recentemente uma série em homenagem ao cantor Renato Russo prevista para estrear na Globoplay foi impedida de ser lançada. Isso porque, de última hora, a empresa detentora dos direitos autorais do cantor não autorizou o uso de suas imagens.

Conforme a Veja.com, a série ‘As Cinco Estações’ estava prevista para ser lançada no dia 11 de outubro, data da morte de Renato Russo. O projeto chegou a ficar pronto, resultando em cinco episódios.

Para contar a história de Renato, foram entrevistadas cerca de 60 pessoas e vários artistas gravaram releituras dos maiores sucessos da Legião Urbana para o episódio final. Entre os convidados estavam nomes como Elza Sores (Que País É Esse?), Paulo Ricardo (Monte Castelo), Thiago Pethit (Perfeição), Céu (Angra dos Reis), Francisco el Hombre (Meninos e Meninas), Lagum (Quase Sem Querer), entre outros.

Os ex-integrantes do Legião Urbana também foram convidados a participar da série, porém Marcelo Bonfá e Dado Villa-Lobos se recusaram por conta da disputa judicial com Giuliano Manfredini pelo direito de usar o nome Legião Urbana. Todavia, ambos liberaram o uso de suas imagens e participações de músicas.

Apesar do grande investimento e expectativa para liberação das imagens, a produção acabou sendo inviabilizada, pois só faltou o principal: a autorização por parte da empresa Legião Urbana Produções, de propriedade do filho de Renato Russo, Giuliano Manfredini.

Em nota, a Legião Produções Artísticas explicou que já havia feito um acordo de licenciamento para outra produtora, e por isso não poderia liberar o uso de imagens e músicas de Renato Russo:

“Em respeito aos admiradores e aos profissionais envolvidos, a Legião Urbana Produções informa que quando soube da existência da série documental feita pela Globoplay, já havia acordado licenciamento com outra produtora, em regime de exclusividade para a realização de um documentário sobre a vida de Renato Russo. O não cumprimento dos termos do acordo prevê a aplicação de penalidades. A Legião Urbana Produções reforça que respeita e cumpre com as obrigações assumidas, de modo que manterá seu posicionamento em observação ao acordo firmado. Tão logo o termo em vigência se encerre, a Legião Urbana Produções poderá iniciar diálogo com a Globoplay, como sempre fez, inclusive com vários dos artistas que estão envolvidos neste projeto”.

Todos os produtores e convidados lamentaram o ocorrido. Por enquanto, a série segue engavetada.

 

FOTO: Ricardo Chavaicer/VEJA

 

Tags:

Leia na origem

©2022 MCT - Música, Copyright e Tecnologia.

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?