Com nova política anti-ódio, Spotify remove artistas como R Kelly de suas listas de reprodução, mas grupo feminista faz mais pressão por mais remoções!

Na semana passada o Spotify anunciou que conforme as suas novas políticas anti-ódio, as músicas do rapper R Kelly e XXXTentation foram removidas de suas playlists e recomendações de músicas. Agora o ouvinte somente terá acesso às canções dos artistas através da pesquisa no campo de busca da plataforma.

A decisão veio após várias alegações de abuso sexual que foram feitas contra R Kelly ao longo dos anos. O Rapper XXXTentacion também enfrenta acusações de agressão a uma mulher grávida.

Com a repercussão da decisão na mídia, o Ultraviolet, um grupo de defesa das mulheres, enviou uma carta para parabenizar a atitude e também pressionar o Spotify, pedindo a remoção de outros artistas como Chris Brown, Red Hot Chili Peppers, Nelly, Eminem, Don Henley, Steven Tyler, Tekashi 6ix9ine e Ted Nugent.

“Toda vez que um indivíduo famoso continua a ser glorificado apesar das alegações de abuso, perpetuamos erroneamente o silêncio mostrando aos sobreviventes de violência sexual e violência doméstica que não haverá consequências para o abuso. Isso tem um efeito cultural muito além de um artista individual”, disse o grupo em carta aberta.

Tags:

Leia na origem

©2018 MCT - Música, Copyright e Tecnologia.

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?