Android ou Windows?! Nokia publica curioso teaser de seu futuro smartphone

Matéria de Tudocelular.com

Esta semana, a Nokia publicou um novo teaser onde mostra um dispositivo misterioso, com um conceito bem conhecido pela geração atual!

A Nokia promete mesmo voltar com tudo ao mercado de telefonia móvel e ao que tudo indica, a empresa seguirá investindo em peso no Android, visto que “agora a Nokia não possui vínculo com a Microsoft, e vai trabalhar em parceria com a HMD Global e Foxconn para seguir no embate com outras gigantes no segmento.”

No Twitter, a Nokia já publicou um teaser com um dispositivo curioso dizendo: “dispositivos móveis são a primeira tela, mas não a única”, o que indica um conceito que pode ser equivalente ao recurso da Microsoft chamado Continuum.

“A ilustração mostra um usuário utilizando o smartphone e, em seguida, migrando para o PC”, o que lembra a função principal do Continuum. “Muitos alegam que apesar da Nokia ter ‘confirmado’ adotar o Android, nada pode impedir que a empresa invista em outra plataforma em seu portfólio, mas estes detalhes serão revelados apenas no Mobile World Congress 2017, evento no qual a companhia também marcará presença.”

“Seria este o nascimento do ‘Continuum’ direcionado para o icônico robozinho do Google? Ou será que a Nokia tem algo a mais que segue guardando a sete chaves e pode surpreender os fãs?”. Vamos acompanhar as novidades!

 

Leia na origem

Senado aprova imposto sobre Netflix e Spotify |

Matéria de Tecnoblog

O Senado aprovou na tarde desta quarta-feira (14) um projeto de lei que estende a cobrança do Imposto Sobre Serviços (ISS) a setores que ainda não eram tri

Foi aprovado pelo Senado nesta quarta-feira (14) um projeto de lei “que estende a cobrança do Imposto Sobre Serviços (ISS) a setores que ainda não eram tributados, como os serviços que vendem conteúdo por streaming.” Isso poderá trazer um aumento das tarifas do Netflix e Spotify. A versão ainda exclui serviços de “disponibilização de aplicativos em página eletrônica” e “elaboração de programas de computadores, inclusive de jogos eletrônicos”

“O texto que foi aprovado é um substitutivo ao projeto de lei complementar 366/2013, aprovado pelos deputados em setembro de 2015. O projeto adiciona o ISS aos serviços de “disponibilização, sem cessão definitiva, de conteúdos de áudio, vídeo, imagem e texto por meio da internet, respeitada a imunidade de livros, jornais e periódicos”, ou seja, serviços de streaming e aluguel, mas não venda de conteúdo.”

Leia na origem

The global music copyright business is worth more than you think – and grew by nearly $1bn last year –

Spotify's economics chief Will Page explains how both publishing and records are growing

Em parceria com o IFPI, o Diretor de Economia do Spotify, Will Page apresenta suas descobertas sobre arrecadação de valores monetários na indústria de Direitos Autorais. Veja a análise de como é realizado o processo e como ele chegou a conclusão de que ao todo a Indústria da Música vale $15bn e está crescendo cada vez mais.

 

 

Leia na origem

Novo serviço de streaming barato da Amazon pode gerar guerra dos preços no mercado.

Matéria de CNBC

A Amazon divulgou que lançará seu novo serviço de streaming de músicas com planos de apenas 10 dólares. Veja como a guerra por preços baixos pode afetar o mercado de streaming de músicas.

Divulgado pela Amazon, seu novo serviço de streaming de músicas terá planos de assinaturas de apenas 10 dólares. Para quem já é assinante de seu serviço Prime, o valor fica em 8 dólares, e para quem possui um Amazon Echo, o valor da assinatura cai para 4 dólares.

Segundo o artigo da CNBC, essa aposta da Amazon em oferecer seus serviços a preços mais baratos pode levar a uma guerra de preços entre os serviços de streaming.

Essa abordagem não é nova na industria da música, na época dos formatos físicos, era comum para as lojas oferecer grandes descontos nos lançamentos de albuns. A estratégia atraía clientes para dentro da loja e ainda gerava venda casada com outros produtos mais caros. Assim o lojista ganhava no giro. Isso funcionou por muito tempo até que a era do CD começou a cair.

Outra questão levantada pela CNBC é a diferenciação por preços. Diferentemente do iPod que não tinha tantos concorrentes quando foi lançado, a Amazon entrará em um mercado onde há outros serviços como a Siri, do Google, e o Sonos. Além disso, enquanto o foco do iPod era ser um tocador de músicas, o Echo pode ser usado para outras funções, o que pode tirar o foco da música.

A questão de saber se isso levará a uma guerra de preços entre os serviços de streaming é interessante, mas a Amazon pode ser a única empresa capaz de fazer isso.

O que a Amazon está fazendo não novidade e será interessante ver se realmente a diferenciação por preço virará costume no mercado de streaming de músicas.

 

Leia na origem

©2019 MCT - Música, Copyright e Tecnologia.

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?