Matéria de

Sabe-se que as assinaturas pagas em streaming continuam a crescer em um ritmo constante, porém quando se fala em downloads pagos, está ocorrendo um declínio de receitas, juntamente com as vendas de CD. “Na conferência “MusicBiz” em maio deste ano foi apresentada uma previsão um pouco extrema para receitas de download digital dos Estados Unidos, sugerindo que mais da metade dos […]

Sabe-se que as assinaturas pagas em streaming continuam a crescer em um ritmo constante, porém quando se fala em downloads pagos, está ocorrendo um declínio de receitas, juntamente com as vendas de CD.

“Na conferência “MusicBiz” em maio deste ano foi apresentada uma previsão um pouco extrema para receitas de download digital dos Estados Unidos, sugerindo que mais da metade dos compradores evaporaria até 2020. Já em outra ocasião, “há uma semana a Billboard informou a contagem mais baixa das vendas de download de uma música número 1 nas paradas em dez anos. “Closer” por The Chainsmokers, com 84.000 downloads na semana que terminou em 27 de outubro. Esta foi a quarta ocasião este ano que um top #1 vendeu menos de 100.000 downloads em uma semana.

Mesmo com tantas mudanças ainda há uma parcela de pessoas que prefere ouvir música através de CD’s ou fazer downloads para ouvir em outros formatos. Entenda nessa matéria da Hypebot o que o futuro reserva para a venda de músicas por downloads e porque deve-se dar valor a esses consumidores tão importantes para manter o mercado ativo.

Leia na origem

©2018 MCT - Música, Copyright e Tecnologia.

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?